Sheik brinca sobre rotina após dispensa do Botafogo: “eu tô na praia”

Getty Images

O atacante Emerson Sheik brincou com a sua rotina após ter sido dispensado do Botafogo pelo presidente Maurício Assumpção no início de outubro. “Eu tô na praia”, disse o jogador.

A resposta foi dada durante entrevista coletiva nesta quarta-feira quando Sheik foi questionado qual a sua condição após a dispensa do clube carioca. Sheik falou com a imprensa ao lado do zagueiro Bolívar, o lateral direito Edilson e o lateral esquerdo Julío César, que já rescindiram o contrato com o clube carioca.

O quarteto também reforçou o discurso de que não teve uma conversa direta com o dirigente para que a dispensa fosse explicada.

“Não tivemos explicação, ainda queremos saber porque saímos do Botafogo. Seria mais fácil chamar para conversar e explicar porque a decisão”, disse Bolívar.

Sheik foi um dos que mais falou e se mostrou inconformado com a condução da dispensa feita por Assumpção.

“Se quer contratar um jogador que não pode falar o que pensa, que traga um pastor evangélico. Vou continuar falando o que penso. Desta vez vez eu não fiz nada, olha que surpresa. Estava jantando aqui no restaurante, que é top, todos podem vir, e fui dispensado”, brincou.

O lateral direito Edílson criticou a estrutura atual do Botafogo e revelou que pagou do próprio bolso os remédios necessários para curar uma lesão. “Por isso a discussão com o Gottardo (Wilson Gottardo, gerente de futebol do Botafogo). Ele mandou e-mail querendo tirar satisfação. Um clube como o Botafogo não pode deixar faltar remédio”, ressaltou.



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.