EUA pós-Copa terá renovação e respeito à hierarquia

Renovação com respeito à hierarquia será a máxima da seleção dos Estados Unidos pós-Copa, para conquistar títulos de maior expressão.

LEIA MAIS
Opinião: Major League Soccer: Análise e palpite da disputa pela Supporters’ Shield

Renovação: Essa palavra batida e gasta utilizada pela maioria dos técnicos das seleções após uma Copa do Mundo, nunca fez tanto sentido. Ainda mais quando utilizada junto a “respeito à hierarquia”, como colocou o técnico Jurgen Klinsmann em entrevista no último domingo (5), ao convocar os 21 jogadores que disputarão amistosos contra Equador e Honduras.

Apesar da partida contra o Equador ser a festa de despedida de Landon Donovan da seleção americana, o técnico alemão pretende utilizar o máximo possível o tempo de treinamento e colocar os “jogadores mais jovens para nadar na água fria”.

Klinsmann foi o responsável pela renovação na Alemanha, antes de passar o cargo para seu assistente e hoje campeão do Mundo, Joachim Löw. A expectativa que vem se mostrando realidade nos últimos anos, é a capacidade do treinador em entregar o que lhe é pedido e fazer jogadores veteranos e promissores jogarem em perfeita sintonia. Por isso, não será surpresa nenhuma se os Estados Unidos começarem a se transformar em uma potência futebolística.

Conheça abaixo 5 jogadores que farão parte dessa nova geração dos EUA:

Bill Hamid – O goleiro de 23 anos do DC United faz uma brilhante temporada e é considerado o nome ideal, para substituir Tim Howard e manter a tradição de bons goleiros na seleção nacional. Não irá demorar para algum clube europeu contratá-lo.

Julian Green – Já uma realidade e muito habilidoso, Green participou da última Copa do Mundo e marcou um gol contra a Bélgica nas oitavas de final. O garoto, de 19 anos, está no Bayern de Munique e é a grande esperança para os próximos anos.

DeAndre Yedlin – Também participou da Copa do Mundo no Brasil e está de malas prontas para o Tottenham. Por hora segue emprestado ao Seattle Sounders, para terminar a temporada da MLS antes de se juntar aos novos companheiros, em janeiro. O lateral de 21 anos é um dos mais rápidos do mundo na posição.

Juan Agudelo – O jovem atacante de 21 anos começou no NY Red Bulls , passou por Chivas USA e New England Revolution antes de ir para o FC Utrecht da Holanda. Desde maio deste ano, está no Stoke City, mas burocracias envolvendo seu visto trabalhista o impedem de jogar. Segundo o Washington Post, Agudelo será contratado pelo New York City e se juntará a David Villa e Frank Lampard.

Miguel Ibarra – O meio campista de 24 anos terá a chance de vestir a camisa da seleção pela primeira vez este mês. Destaque na NASL, o que corresponde à segunda divisão dos Estados Unidos, logo terá a chance de ser um dos destaques da Mejor League Soccer, uma vez que seu time, o Minnesota United, é um dos que mais estão investindo para fazer parte da franquia.

Foto: Getty Images



Jornalista Esportivo formado pelo Mackenzie e pela UCLA com passagem pela Rádio Bandeirantes, fundador do perfil Arquivo do Futebol (@futebolarquivo) e jornalista do MLS Brasil. Escreve para o Torcedores.com desde 2014. Twitter: @paulogcanova