Conselheiros defendem fim da Portuguesa no futebol em 2015

lusa
Felipe Higino/Torcedores.com

Menos de dez anos depois de chegar perto do título Brasileiro, a Portuguesa pode desistir do futebol profissional. Depois da derrota para o Vasco, ontem, no Canindé, o rebaixamento do time para a terceira divisão já é dado como certo.

LEIA MAIS
Vasco vence a Portuguesa e mostra por que não é o líder da Série B

A Lusa está na lanterna da Série B com 12 pontos a menos do que 16o colocado, o primeiro time a se salvar da degola.

Mas este nem é o principal problema do time. É o mar de dívidas no qual o clube está afogado que pode levar a Lusa à falência ao final desta temporada.

Jogadores e funcionários do futebol reclamam de salários, direitos de imagem e direitos trabalhistas atrasados.

Alguns chegaram até a conseguir a liminares na justiça para romper contrato com o clube, casos do zagueiro Valdomiro e do meia Coutinho.

A sede social da Portuguesa também está abandonada, necessita de reformas e é isso o que mais incomoda alguns conselheiros e associados.

Para este grupo, a diretoria gasta os poucos recursos que possui para sobreviver no futebol e deixa o clube sucateado.

A solução que eles já apresentam em reuniões com a diretoria é fechar as portas e concentrar os gastos na reestruturação do clube. Alguns chegam até a propor a venda do terreno do Canindé.



Bruno Monteiro é repórter da TV Bandeirantes. Já atuou também em diversos outros veículos de destaque, como o Portal UOL, Jornal Lance e Sportv.