Pai de Neymar divulga carta para rebater denúncias sobre ida para o Barcelona

Neymar

A polêmica transferência do atacante Neymar para o Barcelona parece estar longe de seu desfecho. Após o jornalista Rodrigo Mattos ter divulgado em seu blog, documentos comprovam que Neymar negociou com o clube catalão meses antes da final do Mundial de Clubes de 2011, a equipe santista divulgou uma nota oficial garantindo que vai atrás de esclarecimentos.

LEIA MAIS
Primeiro gol de Neymar pelo Barcelona é eternizado no museu do clube
Contrato de Neymar com o Barcelona ainda causa polêmica; veja o que foi revelado

“O Santos reafirma o respeito que tem pelo atleta Neymar e por tudo o que ele representa e merece de reconhecimento do clube. Estas pendências existentes nas negociações entre as empresas do senhor Neymar e Barcelona, em nada vão alterar historicamente a condição de ídolo que o Neymar representa para o Santos Futebol Clube, condição essa, que não impedirá ao Santos de buscar seus direitos nas devidas instâncias”, diz o comunicado.

Após novas criticas e dúvidas quanto a transferência de de Neymar, o pai do jogador divulgou em seu Instagram um documento oficial do Santos, liberando o craque para negociar com qualquer equipe, brasileira ou européia, desde que o jogador permanecesse no clube até o término de seu contrato, em 2014.

“Como insistem em polemizar, divulgo novamente a carta em que o Santos, por seu presidente Luis Alvaro, autorizou expressamente “o atleta Neymar” a concretizar sua transferência para clubes nacionais e estrangeiros”, escreveu.

O pai do jogador segue respondendo na justiças as questões sobre a transferência do filho. Néstor Almela, diretor financeiro do Barcelona e Sandro Rossel, ex-presidente culé que deixou o cargo após as acusações sobre o caso, também estão sendo investigados.

Confira a nota oficial do Santos na íntegra:

“O Santos FC tem adotado todos os procedimentos jurídicos com relação ao caso das empresas do senhor Neymar da Silva Santos e Barcelona, que tramita na justiça espanhola, em busca de informações e da verdade dos fatos:

1) Desde que o atual presidente do Barcelona, Josep María Bartomeu, declarou (quando era o vice-presidente do Barcelona), em junho de 2013, que o jogador Neymar custou € 57 milhões aos cofres do Clube Espanhol, o Santos FC tem procurado esclarecimentos a respeito dos valores informados;

2) Em função dessa declaração do senhor Josep María Bartomeu, o Santos FC notificou o Barcelona, em 12 de julho de 2013, para que fosse esclarecido o real valor envolvido na transferência, já que havia uma diferença de € 40 milhões entre o que o Santos FC havia recebido e o que Barcelona havia declarado à Imprensa espanhola . O Santos FC recebeu pela transferência do atleta o valor de € 17,1 milhões e poderá receber mais € 2 milhões caso o jogador seja eleito pela FIFA um dos três melhores do ano, enquanto for jogador do Barcelona;

3) O Santos FC recebeu a resposta do Barcelona, com data de 14 de agosto de 2013, assim como a FIFA, onde o clube catalão confirma os valores recebidos e declarados pelo Santos FC (€ 17,1 milhões), informando que não existem outros valores a receber pelo Santos FC ou por terceiros referentes à transferência do jogador. No documento, o Barcelona cita a existência de outros protagonistas envolvidos na negociação, não revelando valores a eles destinados e nem motivos para pagamentos, alegando confidencialidade nos contratos;

4) Por diversas vezes, em função de notícias na Imprensa, o senhor Neymar foi questionado pelos presidentes do Clube, Luís Álvaro, Odílio Rodrigues e Comitê de Gestão, em diferentes épocas, e sempre negou qualquer negociação com o Barcelona e também de ter recebido qualquer valor;

5) Tão logo o senhor Neymar assumiu, em coletiva de imprensa em janeiro de 2014 no Brasil, ter recebido os € 40 milhões do Barcelona, o Santos FC notificou as empresas NN Consultoria Esportiva e ou Neymar Sports Marketing na tentativa de obter todos os documentos e contratos que envolveram as negociações com o clube espanhol. A notificação foi respondida com a informação de que os documentos eram confidenciais e que não seriam entregues ao Santos FC;

6) O Santos FC tentou de maneira amigável e amistosa, em reunião realizada na Vila Belmiro, ter acesso aos documentos que se encontravam em posse do senhor Neymar, mas não obteve êxito, uma vez que ele alegava confidencialidade do contrato celebrado entre a sua empresa e o Barcelona. Na referida reunião, o pai do atleta fez referência a uma carta assinada pelo então presidente Luis Alvaro, que lhe garantia o direito da negociação. Em seguida nos encaminhou uma cópia da referida carta, uma vez que a mesma não fazia parte dos documentos existentes no clube.

7) Desta forma, o Clube moveu ação cível no Brasil com pedido liminar para tentar obter por ordem judicial os referidos contratos. A liminar não foi concedida em primeira instância, portanto o Clube teve que apresentar recurso para a segunda instância. Na segunda instância, novamente o pedido de apresentação dos documentos pelas empresas do senhor Neymar foi negado pela Justiça brasileira ao Santos FC;

8) Neste momento, o Santos FC já tinha conhecimento de abertura de procedimento aberto pelo Fisco espanhol para investigar a transação realizada entre Barcelona-Neymar Jr- Empresas NN Consultoria Esportiva e ou Neymar Sports Marketing. Diante da negativa da Justiça brasileira, o Santos FC contratou escritório de advogados em Madrid para que tivesse acesso a tal procedimento e com isso conseguisse obter cópia dos contratos celebrados entre o clube espanhol e as empresas do senhor Neymar;

9) Na mesma época, o Santos FC encaminhou prontamente, atendendo a pedido, todos os documentos e contratos sobre a relação do jogador e o Santos FC para a Justiça espanhola e ao Ministério Público Federal;

10) Como se entendeu na Justiça da Espanha que eventual fraude fiscal se limitava às partes da relação de emprego – Barcelona, Neymar e Empresas – o Santos FC não teve seu pedido de admissão no processo aceito. Com isso, mais uma vez o Clube ficou sem ter acesso às informações dos contratos firmados entre as empresas do senhor Neymar com o Barcelona;

11) A DIS, neste ínterim, notificou o Santos FC sobre os contratos realizados com o Barcelona. O Santos FC também encaminhou todos os documentos referentes a transferência do jogador;

12) O Santos FC ingressou , na Espanha, com pedido de acesso a documentos no procedimento aberto pelo Fisco espanhol (temos informação de que a DIS também tomou a mesma medida). Ambos tiveram seus pedidos rejeitados, pois entendeu-se que o único prejudicado com os contratos foi o fisco, uma vez que os valores pagos eram salários simulados em outras formas de contrato, mas que não eram devidos ao Santos FC ou à DIS;

13) O escritório de advocacia contratado pelo Santos FC em Madrid pediu recentemente ao Santos FC mais documentos que estão sendo enviados ao mesmo. Estamos na expectativa do resultado a ser conseguido pelos nossos advogados de Madrid.

O Santos FC vem buscando desde o inicio obter informações para conhecer com exatidão as razões que justifiquem o pagamento das importâncias às empresas NN Consultoria Esportiva e ou Neymar Sports Marketing, quando da transferência do ídolo Neymar Jr para o FC Barcelona.

O Clube visa resguardar seus direitos, desde que comprovados. Todas as etapas e documentos aqui referidos foram apresentados e são de conhecimento do Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal do clube.

Mais uma vez, o Santos FC reafirma o respeito que tem pelo atleta Neymar e por tudo o que ele representa e merece de reconhecimento do Clube. Estas pendências existentes nas negociações entre as empresas do senhor Neymar e Barcelona, em nada vão alterar historicamente a condição de ídolo que o Neymar representa para o Santos Futebol Clube, condição essa, que não impedirá ao Santos FC de buscar seus direitos nas devidas instâncias.

Santos Futebol Clube”

Foto: Reprodução