Opinião: STJD será injusto se tirar 4 pontos do Corinthians

O Campeonato Brasileiro de 2013 teve um dos finais mais conturbados da história deste torneio, pois o Superior Tribunal de Justiça Desportiva foi peça determinante para, cumprindo o que manda o regulamento, punir Portuguesa e Flamengo com a perda de pontos por escalar jogadores de forma irregular e acabar, por consequência, tirando o Fluminense do rebaixamento e colocando a equipe paulista.

LEIA MAIS:
Opinião: STJD e CBF têm dois pesos e doze medidas
Quanto  vale a Libertadores em dinheiro?; descubra

Desta vez, o órgão irá analisar uma suposta escalação irregular do meia Petros, do Corinthians. Caso seja condenado, o Alvinegro poderá perder quatro pontos referentes ao empate por 0 a 0 com o Coritiba, pelo Brasileirão. Segundo informações, Petros, que estava emprestado ao Corinthians anteriormente, rescinciu o vínculo com o time paulista no dia 1 de agosto e assinou um outro cuja vigência começou no dia 2 de agosto, um sábado, dia em que não ocorrem registros de novos vínculos. Só que o nome do jogador apareceu no BID no próprio dia 1, uma sexta-feira, antes mesmo do início da vigência.

Ciente disso, é muito pouco provável que a diretoria corintiana não tenha verificado as condições legais para que Petros entrasse em campo no dia 3 de outubro, contra o Coxa. Uma vez que o clube paulista tomara todas as medidas para renovar com o atleta, o fato de seu nome constar no BID deu segurança para que Mano Menezes o utilizasse.

É sobre essas questões que o STJD se debruçará em breve mais uma vez. Não se trata mais de pura e simplesmente exigir o cumprimento do regulamento, mas principalmente de fazer justiça. No ano passado, a obediência a um regulamento que vai de encontro com os interesses dos clubes prejudicou o futebol, mas desta vez as coisas precisam ser diferentes. A lógica aponta para a absolvição do Timão e se espera que o Tribunal assim observe, pois o STJD será injusto se tirar 4 pontos do Corinthians.