Opinião: Sequência de clássicos vai definir futuro do Palmeiras no Brasileirão

O Palmeiras está empolgando seu torcedor com as três vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro, sobre Chapecoense, Botafogo e o Grêmio. Os nove pontos conquistados serviram para que o Verdão não apenas deixasse a zona do rebaixamento, mas também conseguisse chegar ao 12º lugar do Brasileirão, com quatro pontos de vantagem sobre o 17º colocado, o Bahia.

LEIA MAIS
Tabela de classificação do Brasileirão ganha emoção nas pontas
Valdivia deita e rola para cima do Grêmio; assista

O otimismo é inegável. O técnico Dorival Júnior parece ter encontrado a fórmula ideal para unir o elenco em torno do objetivo maior: a permanência na elite, impedindo o terceiro rebaixamento da história alviverde. Mas, agora, a sequência de três jogos difíceis vai decidir o futuro no Palmeiras no campeonato.

É claro que após a série de jogos contra Santos, Cruzeiro e Corinthians, sendo dois em “casa”, no Pacaembu, e um no Mineirão, o Palmeiras ainda terá sete partidas para buscar o objetivo pelo qual estiver lutando. Mas é fato que dois clássicos regionais e um duelo contra o líder do campeonato têm poder de estabilizar ou desestabilizar um elenco.

O Santos enfrentará o Palmeiras precisando se recuperar da surra sofrida diante do Criciúma. Mas, como é um time instável, que alterna boas e más apresentações, o palmeirense não pode se animar tanto assim. O Peixe pode muito bem se apresentar de maneira totalmente diferente no próximo domingo.

O duelo contra o Cruzeiro será cercado de tensão. O time mineiro vem tropeçando seguidamente, mas é beneficiado pela falta de competência de seus concorrentes na briga pelo título. Ainda mantém seis pontos de vantagem para o vice-líder Internacional porque o time gaúcho consegue feitos como tomar um 5 a 0 da Chapecoense.

A Raposa é favorita, claro, no jogo contra o Palmeiras, mas os resultados recentes tornam muito possível uma surpresa, ainda que seja em forma de empate.

Já o clássico contra o Corinthians será a revanche que o torcedor palmeirense precisa no ano de seu centenário. Depois de empatar no Paulistão e perder no primeiro turno do Brasileirão, o Verdão terá a última chance de vencer o arquirrival no ano de festa. Para completar, este deve ser o último clássico entre os dois times no Pacaembu, já que o Alviverde ganha em novembro o Allianz Parque, seu novo estádio, enquanto o Timão já joga desde maio na Arena Corinthians.

Fato é que essa gordura que o Palmeiras formou com os últimos três resultados positivos dá uma calma para essa sequência difícil. Foi nesse ponto do primeiro turno que Ricardo Gareca assumiu o time e teve derrotas seguidas até ser demitido meses depois. Agora é a hora de dar o troco.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.