Opinião: Hamilton mostra força na hora certa e é favorito ao título

Foto: Getty Images

O inglês Lewis Hamilton passou a maior parte do campeonato na segunda colocação, vendo o companheiro Nico Rosberg chegar até a abrir boa vantagem ao longo das corridas. Seu rival, que divide as atenções da equipe Mercedes com o inglês, nem venceu muito este ano, foram apenas quatro vezes, mas a constância e regularidade davam melhores condições ao alemão.

LEIA MAIS
Opinião: Hamilton nunca mereceu tanto ser campeão mundial

Quando ele ainda era o segundo colocado, escrevi um texto aqui no Torcedores.com dizendo que Hamilton nunca tinha merecido tanto ser campeão. O que se seguiu foi a comprovação disso, embora ainda haja muito caminho a ser seguido neste fim de temporada.

Hamilton agora venceu quatro corridas seguidas e mostrou força no momento certo. Aproveitou erros de Rosberg, como a dupla saída de pista no mesmo ponto do circuito de Monza, na Itália. Contou também com a sorte ao ver o alemão não pontuar em Cingapura.

Sorte que havia faltado no começo do ano, quando ganhou outras quatro corridas consecutivas, mas passou apenas uma vez o companheiro na classificação. Hamilton não pontuou em três provas, na Austrália, no Canadá e na Bélgica. Esta última por causa de um toque com Rosberg na primeira volta. A partir daquele momento, o inglês mostrou uma força impressionante.

Tirou uma desvantagem de 29 pontos em relação a Rosberg com as quatro vitórias em sequência, provando ser um piloto de chegada. Agora, tem 17 pontos sobre o rival. Faltando três corridas para o fim da temporada, Hamilton mostrou que vive um momento muito melhor e é o favorito a vencer mais esse título.

 



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.