Opinião: Dunga não tem equilíbrio emocional para dirigir a seleção

Dunga

Dunga pode até ter capacidade técnica para dirigir uma seleção brasileira. Isto é motivo para discussão em outro post. O que defendo neste espaço é: o treinador não tem equilíbrio emocional para ocupar este cargo.

LEIA MAIS:
Dunga é flagrado ofendendo auxiliar da Argentina e é criticado na TV

Dunga construiu uma seleção brasileira em 2010 muito competitiva, que poderia ser campeã da Copa do Mundo, mesmo sendo tecnicamente inferior a Espanha. Perdeu aquela fatídica partida contra a Holanda, porque deixou o time ‘pilhado’. Os 11 jogadores que estavam em campo naquela ocasião (até a expulsão de Felipe Melo) não estavam emocionalmente preparados para lidar com a derrota.

Dunga voltou para a seleção brasileira quatro anos depois mais calmo, mais maduro. Disse na primeira coletiva que se arrepende de ter criado um clima tão beligerante com a imprensa. Ele sabe que isso prejudicou a sua trajetória no comando da equipe canarinho.

Bastou três jogos para o antigo Dunga voltar. A Sportv o flagrou em uma cena patética brigando com o auxiliar técnico no banco de reservas. O treinador brasileiro, pasmem, estava descontrolado batendo boca e com a mão no nariz, dando a entender que fazia alguma alusão ao uso da cocaína por parte dos argentinos – fato que ele negou posteriormente.

Detalhe da confusão: o Brasil vencia por 2 a 0 e dominava o jogo. Por causa do descontrole de Dunga, ninguém falou da boa vitória dos brasileiros sobre os argentinos, mas sim do seu descontrole.

Até o ‘Dunga paz e amor’ durou apenas três jogos. Ele já discutiu com um repórter da Globo (Tino Marcos) na coletiva. O caso provocou um erro do tradutor e fez o narrador Galvão Bueno intervir no papo do treinador com os jornalistas nesta segunda-feira.

Pelo visto, Dunga não aprendeu a se controlar em quatro anos. E o Brasil só tem a perder na preparação para a Copa ao ter um treinador com esse descontrole emocional em seu banco de reservas.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com