Invicto sob o comando de Joel, Vasco recebe o Boa Esporte em São Januário

A invencibilidade não é algo que se constrói da noite para o dia e o Vasco, de Joel Santana, é uma prova viva disso. Após a assumir o time depois de uma vexatória goleada em casa de 5 a 0 para o Avaí e da eliminação precoce na Copa do Brasil para o ABC, Joel fez uso de sua eterna prancheta e recolocou o time nos trilhos e há oito jogos o Vasco não perde.

LEIA MAIS:

Cruzeiro é o maior prejudicado pelas convocações; veja a lista

Se não fechar com o Fluminense, Unimed estuda patrocinar outros times em 2015

A boa campanha transformou uma equipe oscilante em algo mais estável, embora não totalmente confiante. No início, o professor buscou manter o esquema com três volante da Era Adilson Batista, mas era visível que tal tática deveria ser abandonada, assim como a insistência em fazer uso de Diogo Silva como substituto imediato de Martín Silva (situação que Joel já eliminou antes da estreia).

Para o duelo desta noite (10), contra o Boa Esporte, o Vasco não terá M. Silva, que segue à serviço da seleção uruguaia, porém, Jordi ganha nova oportunidade e, sem sofrer gols, faz seu terceiro jogo com titular. Outra mudança que Joel terá que fazer é encontrar um substituto para Guinazu. O volante argentino, que já levou 20 cartões amarelos em 41 jogos com a camisa cruzmaltina, está suspenso e muitos são os candidatos ao seu lugar. Aranda, Dakson e Maxi Rodríguez brigam pela vaga, mas cada tem uma característica diferente.

Se optar por Aranda, Joel priorizará o poder de marcação diante de uma equipe que vem de três derrotas consecutivas e com seis desfalques. A entrada de Dakson dá mais cadência ao meio-campo comandado por Douglas e proporciona até mesmo um possível revezamento nas jogadas de bola parada, entretanto, o preferido da torcida é M. Rodríguez. O meia uruguaio é mais dinâmico e habilidoso do que seus concorrentes e tem o perfil certo para manter a invencibilidade do Gigante da Colina na Era Papai Joel.

Escalações:

Vasco: Jordi, Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva e Marlon; Pedro Ken, Fabrício, Douglas e Dakson (Aranda ou Maxi Rodríguez); Lucas Crispim e Kleber.

Boa Esporte: Leandro; Tinga, Ciro Sena, Lula e Marinho Donizete; Vinicius Hess, Willian Magrão, Tomas e Clébson; Franci (Malaquias) e Pedro Augusto.