Hamilton vence GP do Japão marcado por chuva e acidente grave com francês

Crédito da foto: Clive Mason/Getty Images

O inglês Lewis Hamilton venceu o GP do Japão, disputado na madrugada deste domingo (5), no horário de Brasília, no circuito de Suzuka. A prova foi marcada por fortes chuvas, diversas interrupções, presenças de Safety Car, e ainda acabou com um acidente gravíssimo que envolveu o piloto francês Jules Bianchi, da Marussia. O carro dele aparentemente se envolveu em uma batida próximo a um guindaste, mas a transmissão oficial não exibiu imagens mais detalhadas.

Tampouco imagens do atendimento de Bianchi foram exibidas pela televisão. Pelo Twitter, repórteres que estão no circuito acompanhando o pós-corrida disseram que o francês foi imediatamente levado ao Centro Médico, para onde se dirigiu a equipe Marussia à espera de informações. Enquanto era realizada a cerimônia do pódio, a assessoria da equipe informou que o piloto foi levado para o hospital de ambulância, embora tivesse sido especulado o uso de helicóptero.

O GP do Japão quase não aconteceu, pois o país vive a expectativa de um tufão neste domingo. A previsão inicial era que o fenômeno meteorológico começasse exatamente na hora da corrida, gerando especulações sobre uma antecipação da largada, ou mesmo um cancelamento. Como as previsões indicaram que o tufão chegaria mais tarde do que o esperado, a direção deu início à corrida com a presença do Safety Car.

Mesmo assim, os carros andaram apenas três voltas antes que a direção de prova desse uma bandeira vermelha, paralisando tudo novamente. Após 20 minutos de interrupção, com uma pequena trégua da chuva, a corrida foi reiniciada com Safety Car. Nesse momento, o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, teve problemas e abandonou.

Com a saída do carro de segurança e uma pista mais seca, os carros puderam trocar para os pneus intermediários e a corrida finalmente ganhou disputas por posição. Felipe Massa, da Williams, perdeu posições para três pilotos que se destacaram nesse momento. O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, conseguiu um surpreendente terceiro lugar. Seu companheiro, o australiano Daniel Ricciardo, foi o quarto. Jenson Button, da McLaren, ficou com a quinta posição.

Valtteri Bottas, também da Williams, foi ultrapassado pelos três também, mas conseguiu se manter à frente do companheiro brasileiro e encerrou na sexta colocação. Massa fechou em sétimo.

Hamilton ultrapassou Rosberg na 29ª volta, garantindo a liderança até o fim da prova, que acabou sendo antecipado pelo acidente com Bianchi. Com a dobradinha da Mercedes, o inglês agora abriu 10 pontos de vantagem sobre o companheiro alemão. Hamilton, a quatro provas do fim da temporada, tem 266 pontos, contra 256 de Rosberg.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.