Hamilton vence GP da Rússia em dia de título para a Mercedes; Massa é 11º

O inglês Lewis Hamilton venceu neste domingo a quarta corrida seguida e abriu boa vantagem de 17 pontos sobre o companheiro Nico Rosberg na disputa pelo título mundial. O GP da Rússia, disputado no circuito de Sochi, marcou ainda a conquista do Mundial de Construtores pela Mercedes, com três corridas de antecedência. É a primeira vez na história que a equipe alemã fatura este troféu, já que a competição ainda não existia na primeira fase da Mercedes na F1, nos anos 1950.

Rosberg ficou com a segunda colocação mais uma vez, garantindo a nona dobradinha da Mercedes nesta temporada. Outro destaque da primeira corrida de Fórmula 1 realizada em território russo na história foi o finlandês Valtteri Bottas, da Williams, que ficou em terceiro lugar e marcou a volta mais rápida da prova.

Com esse resultado, Bottas ultrapassou o alemão Sebastian Vettel na classificação do Mundial de Pilotos e chegou ao quarto lugar, com dois pontos de vantagem sobre o atual tetracampeão do mundo. A pontuação também garantiu a Williams com 28 pontos de vantagem sobre a Ferrari na disputa pelo terceiro lugar do Mundial de Construtores.

O brasileiro Felipe Massa, companheiro de Bottas, largou na 18ª colocação após problemas com o carro no treino de sábado e fez uma corrida de recuperação, mas não conseguiu chegar à zona de pontuação. Massa ficou em 11º, sem conseguir ultrapassar nas últimas voltas o mexicano Sérgio Perez, da Force India.

A McLaren, que vinha mostrando um bom trabalho ao longo de todo o fim de semana, terminou o GP da Rússia com Jenson Button em quarto lugar, seguido pelo companheiro Kevin Magnussen, quinto colocado. Com isso, o time de Ron Dennis deixou a Force India 20 pontos para trás nos Construtores.

Marca histórica

Hamilton se tornou neste domingo o piloto em atividade que venceu em mais circuitos diferentes. Ele estava empatado com Sebastian Vettel, com 20 pistas “desbravadas”. Com o triunfo no inédito circuito de Sochi, o inglês da Mercedes assumiu a ponta isolada. No contexto geral da Fórmula 1, o líder nesse quesito é o alemão Michael Schumacher, com vitórias em 23 lugares diferentes. Alain Prost é o segundo, com 22.

O GP do Brasil, uma das três provas que faltam nesta temporada, ainda não foi vencido por Lewis Hamilton. Se ele conseguir esse triunfo, alcançará a marca de Prost e começará o ano que vem podendo alcançar Schumacher, principalmente pela chance que o GP do México representará com seu retorno à F1 após mais de 20 anos.

 

 



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.