Já que elogiar o Cruzeiro ficou repetitivo, falemos de Lucas Silva

Getty Images

O Cruzeiro é o melhor time do Brasil, atual campeão brasileiro e virtual bicampeão, apresenta o melhor futebol, não muda a forma de jogar quando atua fora de casa… Tocar nesse assunto tornou-se algo bastante repetitivo, portanto este texto tem como foco uma peça primordial na engrenagem de Marcelo Oliveira.

LEIA MAIS:
Veja fotos da rodada do Campeonato Brasileiro antes das eleições
Confira o que cada clube precisa para avançar na Copa do Brasil

Lucas Silva, assim como Mayke e Alisson, é cria da Toca da Raposa (outro mérito cruzeirense: o uso dos pratas da casa). Subiu aos profissionais em 2012 e teve seus primeiros momentos de brilhos no ano passado durante a campanha do título nacional, sobretudo nos 5 a 3 sobre o Vasco no Mineirão, quando anotou dois golaços de fora da área. Em 2014, o meio-campista, destaque também nas seleções de base, virou o dono da saída de bola do líder do campeonato.

Ao longo das 17 partidas que disputou no Brasileiro, o camisa 16 trocou 787 passes, sendo 748 certos (95% de acerto).

Eficiência na marcação e na transição entre defesa e ataque, qualidade nos passes curtos, lançamentos longos e viradas de jogo, fora os chutes de média e longa distância. Sempre de cabeça erguida, é o homem que controla a partida, assim como, guardadas as devidas proporções, é claro, Xavi, Kroos e Modric. É jovem, tem 21 anos, e a tendência é crescer ainda mais. Em um futuro não muito distante será o melhor jogador brasileiro na posição.

Apesar da idade, sua presença na seleção de Dunga é obrigatória. O Brasil não possui alguém tão completo no meio-campo.

Se você ainda não reparou no futebol do garoto, preste atenção já.

Crédito da foto: Getty Images



Estudante de jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie e alucinado por futebol.