Câmera GoPro é apontada como causadora da lesão cerebral de Schumacher

Em dezembro de 2013, Michael Schumacher abalou o mundo ao sofrer um grave acidente enquanto esquiava nos Alpes Suíços. A lesão do ex-piloto se mostrou um tanto quanto séria, pois o impacto atingiu seu cérebro, deixando-o em coma por meses até finalmente acordar, em junho deste ano.

LEIA MAIS
Faça o teste e descubra com qual piloto da F1 você combina mais

Opinião: Rosberg tem razão quando disse que estragou tudo no GP da Rússia

Na época, a repercussão foi de que a lesão cerebral que o ex-piloto alemão sofreu havia sido atribuída ao choque com pedras que estavam no local do acidente, que inclusive quebrou seu capacete em duas partes, devido à violência do impacto. No entanto, nos últimos dias, uma nova conclusão em relação aos causadores da lesão cerebral foram relevados pelo jornalista francês Jean Lous Moncet do Canal +.

Moncet teve acesso a família do heptacampeão Mundial da Fórmula 1, e os mesmos revelaram ao jornalista que o ângulo em que a câmera GoPro estava presa no capacete de Schumacher possibilitou que o impacto quebrasse o capacete e causasse a lesão cerebral do piloto.

O curiosidade é que após este anúncio, as ações da GoPro tiveram queda acentuada de aproximadamente 9,5% na bolsa americana Nasdaq.

 

 



"Profissional de Marketing Esportivo" - MBA em Marketing Esportivo - ESPM - Bacharel em Administração de Empresas - PUC-SP - Amante de esportes e de marketing