A despedida de Landon Donovan da seleção dos Estados Unidos

Landon Donovan entrará em campo pela última vez com a camisa da seleção dos Estados Unidos nesta sexta-feira. O dia 10 de outubro marcará a retirada do principal jogador daquele país. O adversário será o Equador. O palco para a despedida do maior artilheiro e o maior assistente será o Rentschler Field, em East Hartford, Connecticut.

Sua história na seleção norte-americana começou cedo, ainda na base. Foram 60 jogos, com 44 gols pelas equipes Sub-17, Sub-20 e Sub-23. Em 1999 conseguiu o quarto lugar na Copa do Mundo da categoria até 17 anos e foi eleito o melhor jogador do torneio.

Em Copas do Mundo estreou em 2002, onde levou a sua seleção as quarta de final, derrotados em um jogo polêmico frente à Alemanha. Saiu ainda na primeira fase e fez uma participação discreta na Copa seguinte.

Na África do Sul foi decisivo para a classificação dos EUA para o mata-mata com um gol contra a Argélia aos 45 do segundo tempo. Nos 12 jogos que fez no Mundial anotou 5 tentos.

Donovan é o recordista em gols e em assistências: marcou em 57 oportunidades, sendo 38 com a perna direita, 15 com a esquerda e 4 de cabeça. Além de 58 passes para gol. Esses números podem aumentar após a sua 154ª partida que será contra o Equador nesta sexta, às 20h.

Títulos pela seleção dos EUA:
4x campeão da Copa Ouro: 2002, 2005, 2007, 2013;
Bola de Ouro da Copa do Mundo Sub-17: 1999;
Melhor jogador jovem da Copa do Mundo: 2002;
Atleta do ano eleito pela U.S Soccer: 2003, 2004, 2009, 2010;
Artilheiro da Copa Ouro: 2003, 2005, 2013.

Crédito da foto: Getty Images



Cearense. Estudante. 18 anos. Louco por Futebol e outros esportes. "O futebol não é uma questão de vida ou de morte. É muito mais importante que isso..." -Bill Shankly