Rebeca Gusmão denuncia que dirigentes abusavam de atletas no Distrito Federal

A ex-nadadora Rebeca Gusmão e agora modelo Rebeca Gusmão fez uma denúncia grave. Em entrevista à rádio “Jovem Pan”, a atleta de 30 anos, que chegou a se aventurar no futebol, afirmou que soube de casos de jogadoras que sofreram abusos de dirigentes no Distrito Federal.

LEIA MAIS
Rebeca Gusmão “seca” e curte nova fase “periguete” na internet

“Vi isso no time que jogava, vi meninas serem trazidas de outros estados para serem tratadas como empregadas dentro de casa de treinador e presidente de clube. Como não passei por essa situação, não posso denunciar. Falei para elas fazerem isso, mas por medo de represálias, não fizeram. Quem faz isso com essas meninas tem que estar atrás das grades”, disse Rebeca, que jogou como atacante.

A ex-nadadora não revelou quais, mas disse que presenciou situações de assédio em dois clubes do Distrito Federal. “No meu time aconteceu. Eu vi isso acontecer. Prefiro não falar o nome, mas todo mundo sabe o nome. Joguei em dois times aqui. No time em que fui campeã não aconteceu”, disse. “Criei uma repulsa grande quanto a isso. São meninas ingênuas, menores e que trocam isso por um prato de comida. Viver num país que sediou uma Copa e vai receber a Olimpíada e ter que se submeter a isso, os políticos e confederação tem que voltar os olhos para o futebol feminino para isso não acontecer”, completou Rebeca.

Mais magra e com um corpo mais feminino, Rebeca virou modelo. Ela chegou a pesar 104 kg e entrou em depressão após ser banida da natação. O motivo foi o flagra no exame antidoping após os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007.

Na natação, Rebeca se destacou com quatro medalhas de ouro no Pan de 2007 (50m livre, 100m livre, 4x100m livre e 4x100m medley) e dois bronzes, um em Winnipeg, no Canadá, em 1999 (4x100m livre) e em Santo Domingo, na República Dominicana, em 2003 (4x100m livre).



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.