R49, Kobe Bryant 24, Fernando Alonso 14… Entenda a ‘numerologia’ dos atletas

A maior parte dos atletas tem um número preferido. Em muitos casos, a “numerologia” acontece por pura identificação com o número. Outras vezes, o uso acontece por causa de homenagens ou em lembrança. Mas às vezes a “numerologia” acontece pelo acaso mesmo.

Confira cinco atletas e os motivos de sua “numerologia”:

Kobe Bryant (foto) – O jogador do Los Angeles Lakers usava o número 8 quando começou a defender o time, em 1996. Mas a partir da temporada 2006/2007, o ala passou a vestir a camisa 24. O motivo? Há três versões para a “numerologia” de Kobe: a primeira seria em referência a Michael Jordan, que usava a 23. A segunda seria uma volta no tempo, já que era o número que Kobe utilizava no colegial. Mas o mais provável é que seja por causa da mudança no patrocinador, já que a Adidas, que foi trocada pela Nike, tinha uma linha de tênis que usavam o número 8 do atleta.

Ronaldinho Gaúcho – O meia-atacante utilizou o nímero 49 no Atlético-MG e vai repetir a dose no Querétaro, do México. Segundo o jogador, a camisa foi escolhida em homenagem à mãe, Miguelina, que nasceu em 1949.

Johan Cruyff – O holandês imortalizou a camisa 14 por um acaso. Quando jogava no Ajax nos anos 70, o craque utilizava o número 9. Mas antes de um jogo contra o rival PSV, o meia Gerrie Muhren não encontrava sua camisa de número 7, que ficara perdida na lavanderia do clube. Cruyff, então, cedeu a 9 e pedeu a 14.

Fernando Alonso – Assim como Cruyff, o piloto espanhol é fã do número 14. Segundo ele, a “numerologia” surgiu em 1996, quando, aos 14 anos, ele foi campeão mundial de kart. A data: 14 de julho e ele estava com o kart número 14. O espanhol da Ferrari corre com o número desde a temporada atual, quando a Fórmula 1 adotou numeração fixa para os pilotos.

Valtteri Bottas – Companheiro de Felipe Massa na Williams, o finlandês escolheu o número 77 para correr na Fórmula 1. Mas o número não tem nada a ver com kart. A “numerologia”, no caso, está lado a lado com o marketing: a ideia é usar a grafia “Val77eri Bo77as” em postagens de redes sociais.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.