Por que o pior time do Inglês ganha mais da TV do que os brasileiros?

Os clubes do futebol brasileiro são extremamente dependentes das cotas pagas pela TV, razão pela qual se sujeitam a disputar partidas em horários e até mesmo em locais que contrariam o desejo de seu maior patrimônio: a torcida.

LEIA MAIS
Qual é o clube que melhor trabalha com marketing no Brasil?

No entanto, toda essa submissão não permite que essas equipes se mantenham financeiramente saudáveis, já que a arrecadação nem sempre é suficiente para cobrir as despesas.

O motivo para o déficit está em boa parte identificado na má gestão do dinheiro, uma vez que as famigeradas “administrações anteriores” se mostraram irresponsáveis com as finanças do seu clube ao montar elencos caros que nunca conseguiram pagar.

Contudo, a TV também poderia remunerar melhor os clubes do futebol brasileiro, pois, comparando o maior valor recebido por aqui, é possível perceber que ele sequer é superior ao que recebe um dos menos times da Premier League. A pergunta que não quer calar é: por que isso acontece?

Abaixo seguem os valores recebidos pelos times brasileiros estabelecidos no contrato de transmissão que durará até 2016:

  1. Flamengo e Corinthians: R$ 170 milhões;
  2. São Paulo: R$ 110 milhões;
  3. Vasco e Palmeiras: R$ 100 milhões;
  4. Santos: R$ 80 milhões;
  5. Cruzeiro, Atlético-MG, Grêmio, Internacional, Fluminense e Botafogo: R$ 60 milhões;
  6. Atlético-PR, Bahia, Coritiba, Goiás, Sport e Vitória: R$ 35 milhões;
  7. Demais clubes: Entre R$ 25 milhões e R$ 30 milhões.

Os valores são altos, porém, para o universo do futebol, não estão à altura do que os clubes dão de retorno aos anunciantes e à TV. Para piorar ainda mais essa situação, se compararmos com o que os times da Premier League auferem, é possível ver o quão “pobre” é a quanto paga pelo direito de transmitir jogos no Brasil.

Veja a tabela dos valores de transmissão da Premier League na temporada 2013/2014:

  1. Liverpool: R$ 362 milhões
  2. Manchester City: R$ 359 milhões
  3. Chelsea: R$ 349 milhões
  4. Arsenal: R$ 345 milhões
  5. Tottenham: R$ 333 milhões
  6.  Manchester United: R$ 331 milhões
  7. Everton: R$ 316 milhões
  8. Newcastle: R$ 287 milhões
  9. Southampton: R$ 286 milhões
  10. Stoke City: R$ 281 milhões
  11. Swansea: R$ 275 milhões
  12.  West Ham: R$ 274 milhões
  13. Crystal Palace: R$ 272 milhões
  14.  Aston Villa: R$ 270 milhões
  15. Sunderland: R$ 266 milhões
  16. Hull City: R$ 249 milhões
  17. West Brom: R$ 244 milhões
  18. Norwich: R$ 240 milhões
  19. Fulham: R$ 235 milhões
  20. Cardiff: R$ 230 milhões