Opinião do Torcedor: Melhor parte do Brasileirão foi a pausa para a Copa do Mundo

São Paulo
Getty Images

O Campeonato Brasileiro finalmente parece esquentar depois que o São Paulo venceu o Cruzeiro no Morumbi, neste domingo (14), por 2 a 0. Mesmo assim, o Tricolor ainda está a quatro pontos de distância do time mineiro, que só precisa não deixar a peteca cair para conquistar o segundo título seguido na competição. O time paulista, por sua vez, é quem pode salvar o Brasileirão da chatice que foi o primeiro turno.

LEIA MAIS
Opinião: Não, não pode mais gritar bicha no estádio. Ainda bem
Opinião: A TV aberta e a sua falta de bom senso

Em uma conversa com amigos, nos perguntamos qual teria sido a melhor parte do Brasileirão em sua primeira metade. Não tive dúvidas para apontar, como faço agora aqui, que foi a pausa para a Copa do Mundo. No resto, um campeonato sem sal, com times que pareciam ameaçar o Cruzeiro e entregavam pontos vitais em jogos fáceis.

O Brasileirão teve a pior média de gols da história do primeiro turno da competição na era dos pontos corridos, com 2,11 gols por partida. A bola balançou as redes dos nossos estádio apenas 400 vezes este ano. Foram 81 gols a menos que a competição do ano passado, também interrompida por uma competição da Fifa disputada em nosso país, a Copa das Confederações.

A mesmice que tomou conta do Brasileirão gerou piadinhas na internet. Não era incomum abrir os comentários de qualquer matéria e ler algum torcedor “zoeiro” dizer “mais três pontos para o Cruzeiro”. Assim foi a competição no primeiro turno.

Que fique muito claro que não estou, de forma alguma, desmerecendo o amplo domínio que a Raposa exerceu até aqui no Campeonato Brasileiro. O problema está com os adversários, como o Corinthians que empatou muitos jogos, principalmente em casa, o Internacional, que passou um tempo invicto até emitir tropeços bizarros como perder de virada para o Figueirense em casa.

Ainda que fosse um campeonato marcado por zebras o tempo todo, como essas descritas, seria muito legal pela alternatividade. Mas nem isso. Os times médios e pequenos se concentraram na parte de baixo da tabela e não parecem que vão reagir.

É no São Paulo, com a reação impulsionada pela chegada de Kaká, o bom futebol praticado por Alexandre Pato e a volta de Rogério Ceni aos velhos tempos, tudo isso comandado por Muricy Ramalho, o tetracampeão brasileiro, que depositamos agora a esperança de ver um campeonato um pouco mais legal. Mesmo que o Cruzeiro seja campeão, que seja com muita briga e emoção até o final.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.