Nilmar terá apresentação à la Europa no Internacional

Nilmar

As contratações do futebol brasileiro neste ano apostaram nas repatriações. Depois de Kaká voltar ao São Paulo, e Robinho voltar ao Santos, é a vez de Nilmar voltar ao Inter. Contratado pelo Colorado até 2017, será a terceira passagem do atacante de 30 anos pelo clube que o revelou.

Com apresentação marcada para as 14h30 desta sexta-feira, o departamento de marketing do clube promete uma cerimônia digna daquelas preparadas para as grandes estrelas do futebol europeu.

Primeiro Nilmar dará uma entrevista coletiva na sala de imprensa do clube, onde fará aquele cerimonial padrão, que consiste em vestir a camisa, posar para fotos, beijar o símbolo, segurar o escudo do clube e ficar dando “jóia” para os fotógrafos, etc.

Depois entrará em contato com a torcida, que o aguardará no gramado do Beira-Rio. Inclusive, a entrevista coletiva do jogador será transmitida ao vivo para os presentes, em telões posicionados em lugares estratégicos do campo.

Maior esperança do Inter para o restante do Brasileirão, Nilmar subiu para os profissionais do Colorado em 2003, promovido pelo então treinador Muricy Ramalho. Depois de ótimo desempenho, foi vendido ao Lyon-FRA.

Em 2007, contudo, voltou ao time e ficou até 2009, quando teve nova chance na Europa, defendendo o uniforme amarelo do Villarreal-ESP. Dali, depois de três temporadas, foi para o mundo árabe e defendeu dois clubes diferentes entre 2012 e julho deste ano, retornando ao representante vermelho de Porto Alegre.

Preparador físico intensifica preparação de jogador

Visando deixar o atacante em condição física parelha ao restante do elenco e, principalmente, mais equânime com relação ao nível do futebol praticado no Brasil, o preparador físico do clube, Élio Caravetta, está com a missão de fazer trabalhos específicos com Nilmar para que ele fique à disposição de Abel Braga o mais rápido possível.

Ciente da discrepância entre o que é exigido de um jogador que atua no Oriente Médio, em comparação àqueles que jogam no Brasil, a comissão técnica pediu um relatório completo de Nilmar para entender quando, como e aonde poderão utilizar Nilmar, que chegou para ser titular e é, ao lado de D’Alessandro, a maior esperança do time em, pelo menos, se manter no G4.

Abel dá indícios que a briga pelo título é coisa do passado

Vendo a performance do time despencar depois das cinco vitórias consecutivas que conseguiu do Grenal até a derrota para o São Paulo, Abel Braga já sinalizou que a briga pelo título será praticamente impossível, dando a entender que o foco será mesmo em ficar entre os quatro melhores e, assim, garantir a vaga na Libertadores.

O técnico pontuou que o Cruzeiro é um time muito regular, que não costuma perder jogos, e isso dificulta muito a vida de quem vem de trás, caso do Inter.

Foto: Reprodução



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...