Luxemburgo precisa encontrar um novo “pojeto” para o Flamengo

Getty Images

Após uma sequência de vitórias, o Flamengo reagiu no Campeonato Brasileiro. Entretanto, faz dois jogos que o Rubro-Negro não vence. Vanderlei Luxemburgo deve estudar mudanças, mesmo com seu plantel modesto, pois “Isso aqui é Flamengo!”.

Com a chegada de Vanderlei Luxemburgo, o Flamengo conquistou vitórias, “jogo a jogo”. Do último lugar, a equipe rubro-negra, em seis rodadas, chegou a 9ª posição na tabela, se aproximou do G4 e despertou em alguns torcedores o sonho da Libertadores.

Vanderlei Luxemburgo não inventou. Com um elenco limitado, o “Pofexô Luxa” aderiu a filosofia de jogar por resultado. Ele fez questão de dizer à sua imensa torcida que o Flamengo se necessário jogaria feio para ganhar os três pontos. Luxa teve razão, e deu certo.

A torcida abraçou o time, acreditando no “pojeto cimento nas costas”. O torcedor lotou o Maracanã e empurrou a equipe nos 90 minutos.

Para amenizar a deficiência defensiva doFlamengo, ele manteve o zagueiro Wallace, “resgatou” o paraguaio Cáceres e apostou no jovem e desconhecido Marcelo. Luxemburgo não apenas amenizou, mas resolveu. Sofreu um gol em seis jogos.

No meio, a base foi formada por: Cáceres, Márcio Araujo (Luiz Antônio), Canteros e Éverton. Não são grandes jogadores, mas fazem grandes jogos. Destaque maior para o paraguaio Cáceres como protetor da defesa, e velocista Éverton. Talvez o segredo desta equipe esteja neste setor, que vem fazendo o suficiente.

Quando o resultado se encontrava adverso no segundo tempo, Luxemburgo tinha uma carta na manga, ao colocar em campo Eduardo da Silva. Decisivo, ele faz gols, mesmo sem pouco tocar na bola.

Nos últimos jogos, vimos um Luxemburgo comandar seus jogadores de forma “cansada”, pragmática, sem criatividade, esperando a vitória vir, sem correr atrás dela. Com esquema tático de fácil leitura, com todas suas jogadas carregadas nos pés de Éverton, ou melhor em sua velocidade.

Foram dois jogos que os laterais pouco conseguiram apoiar. Canteros ergueu inúmeras bolas para Alecsandro, sem sucesso. Apenas Éverton correndo as quatro linhas em vão…

Ainda faltam 18 rodadas, é necessário somar muitos pontos, jogos difíceis estão por vir.

Os adversários já conhecem a forma da equipe rubro-negra. É fundamental que Luxemburgo saia de sua zona de conforto e busque novas soluções, para que no fim do campeonato não se esbarre com outra zona!

Crédito da foto: Getty Images



Estudante de jornalismo, fanático por futebol e apaixonado por sua coleção de camisas de seleções e clubes. Não recusa um bom bate papo e procura sempre por novas histórias do mundo da bola.