Flamengo perde para o Goiás e só vai lutar contra o rebaixamento

flamengo

O Flamengo precisava definir a sua vida no Campeonato Brasileiro. O péssimo início na competição, contrastado com a arrancada sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, criaram uma crise de identidade no torcedor rubro-negro: o time iria lutar para não cair ou para chegar ao G4?

LEIA MAIS
Brasileirão tem a pior média de gols de um 1º turno desde 2003
Veja as chances do seu time no Brasileirão
Estatísticas do 1º turno que te ajudam a entender melhor o Brasileirão
Relembre os gols mais bonitos do primeiro turno do Brasileirão
Classificação do Brasileiro: Cruzeiro fecha o primeiro turno na liderança isolada

A derrota para o Grêmio, em casa, foi um indicativo de que só escapar da degola já valeria a pena, contudo, faltava confirma essa sensação. O jogo contra o Goiás seria a prova real do que o Flamengo poderia esperar no Campeonato Brasileiro.

No jogo, o time tentou. Com quatro minutos Márcio Araújo perdeu grande chance após cruzamento de Everton, mas o Flamengo parou por aí. Equilibrando a partida, o Goiás quase marcou com Esquerdinha, em chute que saiu rente ao ângulo esquerdo de Paulo Victor, e Jackson, com cabeçada que o goleiro do Fla defendeu e ainda contou com a ajuda da trave para não ser vencido. No rebote, Erik tentou duas vezes, mas também não marcou.

O final do primeiro tempo, porém, deu esperanças de que as coisas poderiam melhorar na etapa complementar. Eduardo da Silva em linda finalização quase encobriu Renan que se recuperou e espalmou a bola para escanteio.

No segundo tempo, o Flamengo voltou com a corda toda. Everton, Eduardo da Silva e Gabriel tiveram chances de marcar, mas seus pés não estiveram tão calibrados e o time da Gávea não saiu do zero no placar. Embora melhor na partida, o Rubro-Negro precisava dar esperanças concretas a sua torcida, ou seja, precisava sair de Cuiabá com os três pontos.

O destino, porém, quis que em um contra-ataque, aos 25 minutos, Erik desse bom passe para Samuel bater colocado e fazer um a zero para o Goiás. Com o gol, o time esmeraldino conseguiu segurar qualquer reação flamenguista nos minutos finais.

Agora, a luta contra o rebaixamento é o grande objetivo do Flamengo. Conforme dito e repetido pelo treinador Vanderlei Luxemburgo, manter-se na primeira divisão e, quem sabe, sonhar com a Copa do Brasil, é o que resta:

“Botamos a equipe para trabalhar e sair da zona. Buscamos isso e trabalhamos em cima desse objetivo que era sair da confusão. O campeonato do Flamengo continua sendo não cair nessa temporada. As pessoas precisam entender isso, a torcida tem de entender que não dá para criar uma situação que você caminhe mais disse o treinador rubro-negro, que aproveitou para complementar:

Gostaria de passar para a torcida do Flamengo que estamos numa luta para não cair. É perigoso olhar demais para cima. É ter os pés no chão e não é demérito para ninguém saber o que se pode fazer.”, disse Vanderlei Luxemburgo após a partida.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 1 X 0 FLAMENGO

Estádio: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Data/hora: 10/9/2014 – 22h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Público/Renda: 33.278 pagantes/R$ 1.904.830,00
Cartões amarelos: –
Cartões vermelhos: –

GOLS: Samuel (25’/2ºT)

GOIÁS: Renan; Valmir Lucas, Jackson, Felipe Macedo, Léo Veloso; David, Tiago Real (Samuel 20’/2ºT), Thiago Mendes e Esquerdinha (Ramon – 31’/2ºT); Murilo (Liniker – 39’/2ºT) e Erik. Técnico: Ricardo Drubscky.

FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura, Marcelo, Wallace, e João Paulo; Recife (Mugni – 31’/2ºT), Márcio Araújo (Gabriel – 19’/2ºT), Canteros e Everton; Eduardo da Silva (Arthur – 19’/2ºT) e Alecsandro. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Foto: Getty Images