FIA proíbe mensagens de rádio na Fórmula 1

Getty Images

Nesta semana, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou que não permitirá mensagens de rádio que ajudem no desempenho dos pilotos ou do carro durante a corrida. A nova regra entrará em vigor já na próxima etapa do mundial, marcada para o dia 21 de setembro, em Cingapura.

– A fim de garantir que os requisitos do artigo 20.1 do Regulamento Desportivo da F-1 sejam respeitados em todos os momentos, a FIA pretende cumprir rigorosamente este regulamento com efeito imediato. Portanto, nenhuma conversa de rádio dos boxes para o piloto pode incluir qualquer informação relacionada com o desempenho do carro ou do piloto – informa o comunicado enviado pelo diretor de prova da categoria, Charlie Whiting.

O artigo 20.1, citado no comunicado diz que “o piloto deve dirigir o carro sozinho e sem ajuda”. Ou seja, a nova regra visa dificultar a vida dos pilotos e dar uma maior liberdade aos próprios, que no entendimento da alta cúpula da F-1, as mensagens são passadas por computadores e engenheiros, o que passa a impressão que os pilotos são ‘fantoches’. Na prática, a nova regra impede que engenheiros passem informações detalhadas em trechos que os pilotos estão perdendo tempo ou podem melhorar o seu desempenho na volta.

Entretanto, o uso do rádio não foi total proibido, as equipes seguem livres para transmitir informações de pit stops, avisos de segurança, casos de desgastes dos pneus e algum aviso de segurança.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista em formação. Fanático por esportes, principalmente futebol. Vivo em busca de desafios e oportunidades que a vida me proporciona.