Como ficarão as principais lutas após o UFC 178?

O presidente do UFC, Dana White, já confirmou que após o UFC 178 o americano Dominick Cruz, que nocauteou o japonês Takeya Mizugaki na última luta do card preliminar, será o próximo desafiante ao cinturão dos pesos galos (61 kg), hoje em poder de TJ Dillashaw. Este duelo não é o único praticamente certo após o evento que aconteceu na madrugada deste domingo (28) em Las Vegas, nos EUA.

LEIA MAIS
Opinião: Dominick Cruz merece furar a fila e disputar cinturão no UFC
Johnson mantém cinturão e Cruz vence no UFC 178

A campeã dos pesos galos femininos, Ronda Rousey, já tem rival definida: Cat Zingano (foto). A americana nocauteou a brasileira Amanda Nunes e se credenciou ao duelo contra Ronda. As duas, aliás, só não se enfrentaram no UFC 168 (em dezembro de 2013), porque Zingano se machucou. As duas seriam as treinadoras da 17ª edição do reality show The Ultimate Fighter. Cat perdeu a vaga para Miesha Tate e passou por maus bocados: seu marido, o brasileiro Maurício Zingano, se suicidou em janeiro deste ano.

A intenção do UFC é casar a luta entre Cat Zingano e Ronda para o UFC 182, dia 3 de janeiro, em Las Vegas. Mas a desafiante recebeu suspensão médica de 180 dias. Ou seja, só poderá lutar em março. Se o tempo não for reduzido, há duas opções: esperar a liberação ou colocar outra lutadora, como Bethe Correia, para duelar contra Rousey.

Quem também se beneficiou do UFC 178 foi o irlandês Conor McGregor. O europeu falastrão mandou Dustin Poirier à lona e está escalando a divisão dos penas (66 kg) rumo ao campeão José Aldo. Há chances de ele pegar o vencedor de Aldo e Chad Mendes (que se enfrentam no UFC 179, no fim de outubro) logo a seguir. Se tiver de ser testado outra vez, deve vir gente como Ricardo Lamas ou Frankie Edgar a caminho.

Donald Cerrone bateu, no coevento principal do UFC 178, o ex-campeão dos pesos leves (70 kg) do Bellator, Eddie Alvarez, na estreia do rival no UFC. E ficou bem na fita da categoria. Ele ainda não deve encarar o dono do cinturão (Johny Hendricks e Robbie Lower lutam no UFC 181, em dezembro). Portanto, a tendência é que o Cowboy lute contra o russo Khabib Nurmagomedov ou o brasileiro Rafael dos Anjos.

O brasileiro Ronaldo Jacaré é outro que parece ter encontrado adversário. Já que o campeão dos médios (84 kg), Chris Weidman, terá Vitor Belfort pela frente, Jacaré viu no UFC 178 uma opção de rival. O cubano Yoel Romero aplicou uma belo nocaute sobre Tim Kennedy e subiu no ranking do UFC e pode pintar na reta do brasileiro.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.