Opinião do Torcedor: Clubes brasileiros estão cada vez mais falidos

Roberto Stuckert Filho/Presidência da República/Divulgação

Em 2013, Andrés Sanchez disse para a revista Forbes: “Corinthians será um dos três maiores do mundo”. Ele havia sido presidente do Timão até 2011, época que esse sentimento de grandiloquência tomou conta dos principais clubes brasileiros. E hoje, o que aconteceu? As agremiações estão cada vez mais falidas.

Vamos aos exemplos mais próximos. Os quatro grandes de São Paulo agonizam: o Palmeiras deve milhões para o seu presidente, Paulo Nobre. O Corinthians sofre para pagar dívidas fiscais. O São Paulo tenta negar atraso de salário, mas seu presidente admitiu para a Folha que o antecessor deixou “terra arrasada”. O Santos recorreu ao velho recurso de garantir cotas futuras da TV Globo para pagar o salário de Robinho.

A confiança acabou. O sonho de ser grande mundialmente também. Sobraram dívidas, dívidas, mais dívidas. Exemplos para explicar o que aconteceu não faltam, mas se pudesse resumir em breves palavras, diria que os dirigentes são movidos por paixão e ganância, sentimentos que já acabariam com qualquer empresa. Imagina num clube…

Isso dá a certeza de que o buraco é muito, mas muito mais embaixo. Dá vontade de pedir para todos começarem de novo, com uma gestão menos passional e mais profissional.

Estou sonhando muito, né? Melhor torcer por mais jogos como o 7 a 1 da Alemanha então….

Crédito da foto: Roberto Stuckert Filho/Presidência da República/Divulgação



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com