Cinco perguntas que o GP de Cingapura de F1 deve responder

A temporada da F1 entra definitivamente em sua reta final neste fim de semana com o GP de Cingapura. Mais uma vez, os carros da Mercedes são não apenas favoritos, mas também o centro das atenções por causa da briga intensa pelo título entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg.

Com apenas mais cinco corridas pela frente após este fim de semana, o GP de Cingapura ganha um papel fundamental na definição do restante da temporada. O Torcedores.com separou cinco perguntas que a corrida deste domingo (21) deve responder.

1) Hamilton e Rosberg vão evitar brigas perigosas na pista?

Os dois pilotos da Mercedes já se encontraram na pista e o inglês se deu mal ficando fora de uma corrida por causa do toque nesse encontro. No último GP, na Itália, tudo correu bem, mas Rosberg ficou marcado por ter cometido dois erros no mesmo lugar que acabaram ajudando Hamilton. Pior, os lances deram origem a várias teorias da conspiração na internet sobre uma suposta compensação ao inglês pela corrida perdida por causa do choque das Mercedes.

2) Felipe Massa vai completar 100 GPs sem vitórias?

A última vez que Felipe Massa venceu uma corrida de F1 foi no GP do Brasil de 2008. Desde então, já foram 99 GPs marcados por falta de sorte, problemas, polêmicas, e derrotas. Agora, o fim de semana já não começa bem, com a Williams de Massa marcando tempos no fim da classificação nos treinos de sexta-feira. Será que nem um pódio?

3) Ricciardo ainda é um candidato ao título?

Quando venceu duas corridas seguidas e reduziu a distância para Rosberg a 64 pontos, até o alemão da Mercedes reconheceu que o jovem australiano Daniel Ricciardo era um candidato a ser campeão mundial. No entanto, a dobradinha da equipe alemã na última corrida e um trabalho de recuperação após um começo ruim do piloto da Red Bull acabaram aumentando essa diferença com menos corridas pela frente. Será que Ricciardo ainda poderá ameaçar o poder das Mercedes?

4) A Ferrari vai apresentar evolução?

O GP de Cingapura será o primeiro em que a Ferrari não terá mais Luca di Montezemolo na presidência. O dirigente, que comandou a equipe durante 23 anos, deixou o cargo pouco depois do GP da Itália. Claro que essa mudança, em si, não tem poder de transformação na escuderia. Mas é sempre uma dúvida o desempenho dos carros vermelhos, que foram ultrapassados no Mundial de Construtores pela Williams e precisam reagir.

5) Vettel vai ser notícia por seu desempenho ou pelos boatos sobre a Ferrari?

Até Fernando Alonso já disse que os boatos sobre Vettel prejudicam a Ferrari. Eles são intensos na Fórmula 1 nesta época em que a imprensa está ávida por rumores e possíveis trocas entre as equipes. Mas, enfim, será que Vettel será notícia neste fim de semana apenas por causa dessas especulações, ou finalmente voltará a fazer uma boa corrida, superando, pelo menos seu companheiro Ricciardo?



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.