Brigas e Galvão detonando Pelé marcaram época nos anos 90; relembre

Os anos 1990 deixaram muitas saudades em várias áreas na vida das pessoas que curtiram aquela época. Uma delas é o jornalismo esportivo na TV. A década foi marcada por polêmicas intensas, como a briga entre Milton Neves e Roberto Avallone durante 40 minutos do Mesa Redonda, na então CNT/Gazeta, mas também por novidades como a transmissão da NBA pela TV Bandeirantes, liderada por Luciano do Valle.

LEIA MAIS
Baú da TV: Relembre como era o futebol no SBT
Veja como eram os narradores no início de suas carreiras
Top 10: as maiores pérolas de Galvão Bueno
Top 15: Relembre narrações esportivas históricas na TV

Programas como a Faixa Nobre do Esporte, que estreou na Band em 1991, deram o tom da cobertura esportiva naquela década. Todos os dias, de segunda a sexta, o Jornal Bandeirantes terminava às 20h e passava a bola para a equipe de esportes do canal com transmissões como vôlei, basquete, futsal, boxe, vôlei de praia.

Com apresentação de Elia Júnior, Silvia Vinhas e Cléo Brandão, entre outros eventuais, a Faixa Nobre do Esporte contava com narrações dos eventos por Luciano do Valle, Jota Júnior, Marco Antônio Matos, Januário de Oliveira, Alexandre Santos e Silvio Luiz. A emissora também potencializou no Brasil a força da NBA com transmissões que levavam a equipe da Band aos ginásios para os jogos.

Coberturas históricas também fizeram parte dos anos 1990 no esporte da televisão. A morte de Ayrton Senna, em 1994, foi presenciada pelo Brasil inteiro com a narração de Galvão Bueno, perplexo com as cenas que via. O mesmo Galvão, dois meses depois, entraria para sempre na história das transmissões esportivas com o grito de “É tetra” com o título do Brasil na Copa do Mundo dos EUA. Nessa Copa, o então repórter esportivo José Luiz Datena se destacava na Band com suas matérias mais bizarras, um estilo totalmente diferente do apresentador de programas policiais que se consagraria na década seguinte.

A primeira metade da década também teve como destaque a presença de Osmar Santos na equipe de narração da TV Manchete. Foi dele a missão de levar os jogos da Copa do Brasil pela emissora, quando outros canais não se interessavam pelas transmissões do evento. Considerado como um mestre no rádio, Osmar sofreu um acidente que acabou com sua carreira em dezembro de 1994, mas hoje é um exemplo de superação mesmo com as sérias lesões cerebrais sofridas.

O SBT também foi destaque nos anos 1990. A emissora popularizou no Brasil a Fórmula Indy. O público brasileiro estava carente de vitórias no automobilismo após a morte de Senna. A presença de pilotos do país com chances de vitórias ajudou a alavancar a categoria.

Com uma divisão entre as equipes nos EUA, o nome Fórmula Indy acabou ficando com a IRL, cujos direitos pertenciam à Band. O SBT ficou com a principal, a Cart, que levava os nomes mais famosos de equipes e pilotos. No Brasil, essa nova categoria foi chamada de Fórmula Mundial e teve algumas provas disputadas no Rio de Janeiro, sempre com divulgação total da emissora de Silvio Santos.

Confira abaixo dez coisas que marcaram o jornalismo e relembre cada uma delas

– Briga de Milton Neves com Roberto Avallone

– Galvão Bueno detona Pelé em sinal que vazou da Globo na Copa de 1994

– Datena fazendo gracinhas na Copa de 1994

– Galvão Bueno e o tetra da seleção nos EUA

– Galvão Bueno narra o acidente que matou Ayrton Senna

– Silvio Luiz apresentando o Gol Show no SBT

– Faixa Nobre do Esporte na Bandeirantes

– NBA na Band

– Fórmula Mundial no SBT

– Osmar Santos e Copa do Brasil na TV Manchete



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.