Tim Kennedy provoca Belfort: ‘tem testosterona saindo pelos olhos’

O brasileiro Vitor Belfort sempre levantou controvérsias no mundo do MMA por ter feito o polêmico Tratamento de Reposição de Testosterona, o famoso TRT. Embora o próximo adversário do “Fenômeno” deva ser o americano Chris Weidman, valendo o cinturão dos pesos médios (84 kg) do UFC, outro americano outrou no caminho do carioca.

Em entrevista ao site “Bloody Elbow”, especializado em MMA, Tim Kennedy provocou Belfort e disse que, sem o tratamento do TRT, que é considerado doping, o brasileiro não luta em alto nível.

“Não há nenhuma chance de ele competir em alto nível contra weidmans, kennedys ou rockholds sem se dopar. Nenhuma chance. Não ligo se ele “bebe o sangue de Jesus”, como ele costuma dizer. Não funciona assim. Ele vem usando esteroides há 15 ou 20 anos, e ainda usa. Se ele algum dia tentar ficar limpo, não conseguirá competir no alto nível”, disse, referindo-se a Chris Wediman, ele mesmo e Luke Rockhold. E foi além.

LEIA MAIS:
UFC quer realizar duelo entre Belfort e Weidman no Brasil

“Ele tem testosterona saindo até pelos olhos. Neste exato momento Belfort está no Brasil, ou na Califórnia, treinando muito e injetando tudo que quer, e muito feliz. Ninguém o está testando, nem o seu médico. Vejam bem, coloco as aspas antes de citar a palavra ‘médico’.”

O TRT assombra Belfort faz tempo. Não importa que o brasileiro diga que esteja limpo, a polêmica sempre continua. Isso porque, aos 37 anos, Vitor está em excelente forma. Nas últimas três lutas, nocauteou Michael Bisping, Luke Rockhold e Dan Henderson sem dificuldades. Por isso, o assunto sempre volta à tona.

Belfort foi flagrado em um exame antidoping surpresa nos EUA no início de fevereiro. Em junho, admitiu o fato e atribui ao TRT, acrescentando que parou com o tratamento e está com os níveis de testosterona dentro do permitido. Se conseguir a liberação pelas Comissões Atléticas, Belfort terá grandes desafios pela frente. Seja Weidman, o que seria justo pelas últimas lutas do brasileiro, ou Kennedy, pela nova polêmica.

O novo rival de Belfort é um adversário duro. Kennedy tem 34 anos, 18 vitórias e 4 derrotas no MMA. Ele disputou o cinturão dos médios do Strikeforce por duas ocasiões e foi derrotado em ambas por decisão unânime, para o brasileiro Ronaldo Jacaré e para Luke Rockhold. No UFC, está invicto. Foram três vitórias em três combates. E no dia 27 de setembro ele enfrentará o cubano Yoel Romero, no UFC 178.

Belfort já foi campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC em 1994, além de ter sido campeão do torneio dos pesos pesados no UFC 12, em 1997. Lutou também pelo Pride e passou por Strikeforce, Cage Rage e Affliction antes de voltar ao UFC em 2009. Suas últimas derrotas foram em disputas de cinturão, para Anderson Silva, nos médios, em 2011, e para Jon Jones, nos meio-pesados, em 2012. Ao todo, são 24 vitórias e 10 derrotas.

Não foi, aliás, a primeira provocação do americano ao brasileiro. Questionado sobre a luta contra Romero pela “Submission Radio”, Kennedy afirmou que o cubano é melhor do que Belfort. “Eu queria lutar contra Vitor Belfort. Bem, eu queria um Vitor Belfort limpo, mas aparentemente isso não foi possível. Mas Yoel é um bom lutador, muito talentoso. Para falar a verdade, acho que ele é melhor que Belfort, e pode me trazer muitos problemas.”

Ring girl do UFC sensualiza na praia; veja fotos



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.