Scola detona Confederação Argentina e ameaça não jogar Mundial

Getty Images

Campeão Olímpico de basquete com a seleção argentina, Luis Scola não mediu as palavras para criticar a Confederação de Basquete de seu país e ameaçou não jogar o Mundial que vai rolar na Espanha.

Scola focou suas críticas na gestão atual e exigiu soluções urgentes ao presidente German Vaccaro.  A ala pivô mergulhou na crise política e econômica na Confederação Argentina de Basquete e não poupou ninguém.

Destaques
Seleção de basquete inicia preparação para o Mundial
Depois de Kim Kardashian, jogador da NBA quer sair com Rihanna
Assista as melhores jogadas de LeBron James na temporada 2013-14

“Por muitos anos eu não tinha idéia do que estava acontecendo. De um tempo pra cá, comecei a ver certas coisas, mas tinha dúvidas. Hoje não tenho dúvidas. Uma vez que sabe o que esta rolando e continua a participar, você vira cúmplice. Tudo que fizemos, foi desperdiçado. Devemos lutar pela transparência. Se isso se tornar um circo, eu não posso jogar mais. Não posso ser cúmplice.” disse o craque em entrevista ao jornal Clarin.

“Algum tempo atrás pedimos para o German Vaccaro se afastar porque ele se opôs em uma auditoria. Não tivemos resposta nenhuma. No ano passado perguntei sobre os problemas econômicos que tinha, nada. Só pedimos que seja honesto e não leve o dinheiro que não é seu, Honestidade é o mínimonque você pode pedir a uma entidade sem fins luvrativos, como a CABB.” , acrescentou Scola.

Outro craque argentino, talvez o mais importante jogador da história do país, Manu Ginobili apoiou seu colega via redes sociais.



Sou amante e estudioso de esportes! Nasci em São Paulo, estudei em Los Angeles, NY e fiz pós-graduação em Barcelona, sempre acompanhando de perto as competições esportivas pelo mundo.