Ronaldinho se despede do Atlético-MG com Galo de Prata

Ronaldinho

Ronaldinho Gaúcho se despediu oficialmente da torcida do Galo na tarde desta quarta-feira. Em coletiva de imprensa realizada na Cidade do Galo, o meia esclareceu o motivo de sua saída e ressaltou por diversas vezes o enorme carinho que tem pelo clube e pela torcida, que o acolheram tão bem, há dois anos.

O jogador também recebeu do presidente Alexandre Kalil, que o acompanhou na entrevista, o Galo de Prata, um trofeu em agradecimento à tudo o que o atleta fez pelo clube e uma homenagem ao que ele representa para a instituição.

LEIA MAIS
Veja quem ainda não completou 7 jogos no Brasileirão e poderia reforçar seu time

Kalil endossou que considera Ronaldinho um filho e que jamais iria esquecer o dia que R10 chegou ao Atlético: “Há dois anos, sentado aqui nesse mesmo lugar, eu disse para o Brasil inteiro que queria saber quem era o Ronaldinho. Se era aquele do antigo clube (Flamengo) ou se era Ronaldo. Dois anos depois sabemos quem é”.

Ronaldinho, por sua vez, fez questão de enaltecer o carinho que recebeu em BH, não somente da torcida atleticana, como também de cruzeirenses e americanos, e frisou que sua saída não é motivada por discordâncias com o técnico Levir Culpi, conforme afirmou seu irmão e empresário Assis, mas sim, pelo desejo de encerrar seu ciclo no Atlético-MG como um jogador vencedor.

O destino do jogador ainda é um mistério. Equipes dos Estados Unidos, China, Turquia e até Fluminense e Boca Juniors foram especulados como possíveis interessados em Ronaldinho, que se despede do alvinegro da massa depois de 88 jogos e 26 gols marcados, sendo 10 com bola rolando, 11 de pênalti e 7 em cobranças de falta.

 



Tudo o que preciso é um papel e uma caneta. Apaixonado por esportes desde 1900 e bolinha: de futebol, basquete, tênis, rugby...