Os reforços do Atlético de Madrid para a nova temporada

Getty Images

Após fazer uma temporada espetacular, em que conquistou o Campeonato Espanhol e foi vice-campeão da Liga dos Campeões, o Atlético de Madrid viu parte de sua base começar a desmantelar com as saídas de Courtois, Filipe Luis e Diego Costa, todos para o Chelsea, sendo que o goleiro já pertencia ao clube inglês e não teve seu contrato de empréstimo renovado.

O desespero foi tão grande que parte da torcida chegou a lançar uma campanha nas redes sociais para salvar o clube. Chamada de AtleticoSOS, o movimento teve muitas adesões, mas ao que parece não era necessário, pois nos bastidores os colchoneros já se movimentavam para fazer um novo time que pode ser melhor do que o anterior.

Para a vaga de Courtois, o time de Simeone contará com Oblak, goleiro de 21 anos que foi contratado junto ao Benfica por 16 milhões de euros. A sua frente, o sistema defensivo permanece praticamente quase o mesmo, já que Juanfran, Miranda e Godín permanecem no Vicente Calderon. O lugar de F. Luis, por sua vez, será ocupado pelo brasileiro Siqueira, jovem promissor que tem características defensivas e ofensivas muito parecidas com as de seu compatriota e que pode ajudar a manter o Atlético de Madrid como a melhor defesa da Espanha.

No meio campo, o quarteto formado por Gabi, Tiago, Koke e Arda Turan permanece intacto e tem tudo para manter o alto nível demonstrado na temporada passada. Compacto tanto na defesa quanto no ataque, o setor encarou de igual para igual os gigantes Barcelona e Real Madrid.

O ataque, como já se sabe, perdeu Diego Costa, sua grande referência e autor de 36 gols no último ano. Contudo, o Atlético trouxe um substituto à altura e, por 22 milhões de euros, Mandzukic tem a responsabilidade de manter a tradição de goleadores nos colchoneros, com provam as passagens de Fernando Torres, Aguero, Fórlan, Falcão Garcia e do próprio D. Costa.

Mas, os reforços não visam apenas suprir as perdas, pois Griezmann foi contratado para fazer dupla com Mandzukic e promete aumentar o poder de fogo dos rojiblancos, outrora limitado a apenas um jogador. O atleta, que pode atuar tanto como um segundo atacante quanto como meio campista, é um dos jovens valores da França que mostraram bom potencial durante a Copa do Mundo e pode ajudar D. Simeone a manter o Atlético de Madrid entre os melhores times do mundo.

Crédito da foto: Getty Images