Opinião: Por história, Ronaldinho Gaúcho deveria ir para o Boca Juniors

ronaldinho
Getty Images

Ronaldinho Gaúcho não atua mais pelo Atlético-MG. Fato consumado. E já começaram inúmeras especulações sobre o destino do meia-atacante de 34 anos. Boca Juniors, River Plate (ambos da Argentina), Fluminense e times dos Estados Unidos e Austrália aparecem como interessados. Mas o melhor lugar para R10 seria La Bombonera.

Como todo craque que jogou anos da Europa e voltou ao Brasil, Ronaldinho não recebia pouco dinheiro. No Galo, ele recebia cerca de R$ 900 mil mensais. Não dá para reclamar. Por isso, imaginar que o destino do jogador seja o futebol australiano ou norte-americano, é pensar que ele quer engordar ainda mais o património.

Ficar no Brasil não é má ideia. Mas, se Ronaldinho continuar atuando apenas por amor ao esporte, por assim dizer, o melhor lugar para ele é a Argentina.  Tanto Boca Juniors quanto River Plate têm camisas pesadas, apesar de o momento na América do Sul não ser bom.

Mas o Boca seria mais adequado para Ronaldinho. Primeiro por suprir a carência de um ídolo. Riquelme, ex-camisa 10 da equipe azul e amarela de Buenos Aires, acertou recentemente com o Argentino Juniors. Segundo por já ter a benção de Diego Maradona, o maior jogador da história do Boca e do futebol argentino.

Em 2008, o ex-atleta afirmou que Ronaldinho era até mais jogador do que ele mesmo, quando a saída do dentuço do Barcelona era cogitada: “Caso o deixem escapar, seria o maior erro da história do clube. Mais grave que minha saída e a de Romário ou de Ronaldo. Ronaldinho supera todos”, afirmou “El Pibe” em entrevista ao jornal “Marca”.

Por isso, caso Ronaldinho opte por jogar futebol, apenas, o Boca Juniors é o lugar ideal. Vestir a mesma camisa que foi de Maradona e ser ídolo nos palcos do maior jogador da Argentina não é tarefa que muitos conseguiram. Está aí o desafio para R10.

Mas caso o objetivo seja apenas financeiro, os EUA, Austrália e Oriente Médio, certamente, serão destinos mais atrativos.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.