Opinião: Combate contra Nick Diaz é boa oportunidade para Anderson Silva definir futuro

Getty Images

Anderson Silva não precisa provar mais nada a ninguém. É o mais lutador da história do UFC e não há derrotas para Chris Weidman que vão apagar isso. Mas que a carreira brilhante do maior campeão dos pesos médios (84 kg) da organização pode ficar abalada caso perca para Nick Diaz, pode.

DESTAQUES
Anderson Silva retorna ao UFC contra Nick Diaz em janeiro
Nick Diaz volta para o UFC e luta com Anderson Silva deve acontecer

O UFC confirmou que Anderson voltará a lutar no dia 31 de janeiro de 2015, em Las Vegas. O adversário, Nick Diaz, já era bola cantada desde que o retorno do norte-americano à organização era cogitado. Quando foi acertado, na sexta-feira (25), o combate praticamente ficou “acertado”. Nesta terça-feira (29), foi oficializado.

Será um excelente combate para Anderson Silva. Sobretudo se a intenção do Spider for recuperar o título dos pesos médios. Embora ele negue a intenção, uma vitória dificilmente não o colocará no caminho do campeão, seja ele Chris Weidman ou até mesmo Vitor Belfort. Em ambos os casos, há revanches envolvidas.

Com quase 40 anos – completará 40 em abril de 2015 – Anderson não tem muito a perder. Já está eternizado na organização como o maior da história. Mas será que vale a pena se arriscar diante de rivais perigosos (como Diaz) se o intuito não é ser campeão novamente? Um terceiro combate contra Chris Weidman, de quem perdeu o cinturão e a revanche, ou até uma segunda luta contra Vitor Belfort faria sentido para Anderson. E justificaria um retorno.

Caso perca para Nick Diaz, cenário que é até bem possível, já que o americano é bom tanto em pé quanto no chão, Anderson dificilmente continuará sonhando em ser campeão. Talvez, o caminho para o brasileiro seja lutar apenas para se divertir, não se preocupando tanto assim em vencer e dar show.

Mas se isso acontecer, Anderson estará arriscando arranhar uma carreira praticamente irrepreensível no UFC.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.