Opinião: O que esperar de Luxemburgo no Flamengo?

A esperada queda de Ney Franco aconteceu e, em seu lugar, Vanderlei Luxemburgo foi anunciado como o novo técnico do Flamengo. Em sua quarta passagem pela Gávea, o professor Luxa tem a missão de evitar o rebaixamento do rubro-negro carioca e, se possível, classificar a equipe para alguma competição internacional na próxima temporada.

Com um currículo repleto de grande conquistas e com passagem por Real Madrid e pela seleção brasileira, o treinador possui um passado à altura da história do clube, mas seus últimos trabalhos são preocupantes.

Enquanto comandou Atlético-MG, Flamengo, Grêmio e Fluminense, Luxemburgo não agradou e, embora tenha conquistado campeonatos estaduais pelos dois primeiros, foi demitido sem deixar muitas saudades. Tido como um profissional moderno, atualmente ele é considerado alguém com métodos ultrapassados e que, pelo sucesso financeiro de sua carreira, não está motivado para novos desafios.

Luxemburgo, porém, sempre desmente este discurso, mas a prática está contra ele. Nos trabalhos pelo Atlético-MG e Grêmio, por exemplo, o treinador pediu a contratação de jogadores caros e de desempenho contestável. Os clubes atenderam as suas exigências, mas com a bola rolando viram sua dívida aumentar sem que os resultados chegassem. No Fla também a realidade foi parecida, embora na última passagem tenha ao menos conquistado um título, coisa que não foi capaz de obter em 1991 e 1995.

Até novembro do ano passado, Vanderlei Luxemburgo estava no Fluminense, mesmo sendo um flamenguista declarado. Pelo tricolor carioca, o treinador teve o pior desempenho de sua carreira desde que saiu do Real Madrid e, com 38,46% de aproveitamento (7 vitórias, 9 empates e 10 derrotas), largou a equipe na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Desde então, esteve desempregado e agora tenta dar a volta por cima no pior Flamengo de todos os tempos. Se conseguir, Luxemburgo voltará a ser considerado um dos melhores treinadores da atualidade, porém, os fracassos recentes não permitem que se espere muita coisa de Luxemburgo no Flamengo.

Crédito da foto: Divulgação