Kaká volta inteiro, o Flamengo sem rumo e o Dunga sem vergonha

kaká

Quero falar um pouco de tudo o que estou vendo e ouvindo. E lendo a respeito. E mais, telefonando pra checar informações. Assim é nossa vida. Tem muita mentira no ar, nas telas dos computadores e no papel. E na TV também.

Os veículos precisam dar Ibope pra conseguir dinheiro, então neguinho ta fazendo barbaridade pra conseguir destaque. Mal sabem eles que a verdade é melhor e sempre será.

A verdade sobre Kaká é que ele está machucado há anos. Jogava com dores e nunca rendia o que se esperava. Eu e o Fernando Fernandes na Copa da África falávamos que ele não jogaria. Jogou e nada rendeu. Dores no joelho que subiram para as costas e que arrebentaram seu quadril.

Agora está bem. Mas além do São Paulo, um outro Instituto foi quem operou o milagre com exames de última geração. Ele foi atendido por profissionais do mais alto nível e um fisioterapeuta que só falta fazer chover. Ta curado e vai estrear inteiro. Não digo nomes, mas foi assim.

Luxemburgo está no Flamengo, mas com o time que tem nas mãos não vai pra lugar nenhum. Sua única chance, e eu disse única chance, é ele conseguir motivar quem não recebe em dia, está mal de cabeça, sem condição técnica favorável e muitos sem motivação.

O elenco do Flamengo está morto e que eu saiba, a especialidade do Luxa não é ser Felipão “O Motivador”. Luxa é técnico de trabalhar seu time em campo, onde é um dos melhores do mundo. Mas aqui entre nós, trazer Robinho para pensar que vai receber 1 milhão/mês é burrice. No Flamengo, o ultimo que sair apaga a luz e fecha a porta.

E o Gareca tem que botar sua cabeleira de molho. Trazer um montão de argentinos é ótimo, por que os jogadores do Palmeiras vão entender a diferença em jogar e jogar pra vencer, com garra e determinação. Isso pode mudar o time. Mas se não der certo, a batata dele assa. Já está no forno.

E o Dunga? Devendo pra Receita? Vendendo jogador? Então ele somente poderia estar onde está, onde tudo isso não é novidade, ao contrário, não passa do dia a dia de trabalho (sic!)

Como diria meu guru Renato “Bico Fino” Silva: “Barata viva não atravessa galinheiro”.

Crédito da foto: Getty Images



Luiz Ceará é formado em Jornalismo pela PUCC-Campinas. Iniciou a carreira na Radio Cultura de Campinas e depois EPTV, filiada à Rede Globo. Trabalhou na TV Globo - SP, SBT, TV Século 21, TV Bandeirantes e RedeTV!, onde é repórter e comentarista. Participou da cobertura de 4 Copas de 3 Olimpíadas.