Em volta aos octógonos Minotouro defende honra da família no UFC

minotouro

Já foi mais fácil ser um dos irmãos Nogueira, uma das famílias mais vitoriosas do mundo do MMA. Rodrigo Minotauro vem de um nocaute sofrido contra Roy Nelson. Rogério Minotouro tenta se manter em ação e driblar suas numerosas lições. Neste sábado, o segundo, Minotouro encara o embalado Anthony Johnson, invencível nas suas últimas sete lutas.

O duelo acontece em San Jose, Califórnia (EUA), em um card que pode ter a luta do ano entre Robbie Lawler e Matt Brown. Minotouro faz a luta co-principal, uma grande oportunidade que ganhou do UFC, estando a mais de um ano sem lutar.

DESTAQUES
Confira nocaute incrível em apenas 5 segundos
Top 10: Nocautes do MMA
Top 10: Veja as melhores finalizações do UFC

Apesar dos 38 anos, Minotouro quer mais seis lutas e sabe que uma vitória contra Anthony Johnson, ainda que difícil, o leva a uma boa posição para a disputa de cinturão, algo que ele nunca conseguiu fazer no UFC.

Três brasileiros em ação, com dois estreantes

Além de Minotouro, o Brasil está presente neste UFC com três lutadores, sendo dois estreantes. A peso palha Juliana Lima, especialista em muay thai e jiu-jítsu, faz sua primeira luta na organização, contra Joanna Jedrzejczyk.

Entre os homens, dois meio-médios. Hernani Perpétuo começou sua caminha no Ultimate com derrota e agora encara Tim Means. Já Gilbert Durinho estreia contra Andreas Stahl. Muito forte no jiu-jítsu, o faixa-preta é braço-direito de Vitor Belfort e mora na Flórida, onde treina com o veterano na academia Blackzilians.



Jornalista por formação, Goianiense e apaixonada por esportes.