Cinco coisas importantes sobre ser sparring de MMA

sparring

Você sabe o que é um “sparring”? No mundo das lutas, sparring é o atleta que simula o adversário de alguém. Todo lutador profissional conta hoje com atleta desses em sua equipe. E um dos mais requisitados pelos brasileiros é Vitor Miranda. Aos 35 anos, Vitor participou do treinamento de Rogério Minotouro, que luta neste sábado (26) contra Anthony Johnson pelo UFC. No dia 12 de agosto, ele embarca para os EUA para treinar com Antônio Pezão. Além deles, Vitor já treinou com Thales Leites, Rodrigo Minotauro e Fábio Maldonado.

Ao Torcedores.com, Vitor, que tem 9 vitórias e 4 derrotas no MMA, conta como é ser um sparring:

1) Por que é escolhido e como funciona?

“Para mim, é muito importante poder treinar com grandes campeões pois eu sempre tenho o que melhorar e esses caras têm muito para me ensinarem. Não sou o único sparring desses campeões, mas eles gostam de treinar comigo também porque eu consigo treinar forte e ao mesmo tempo com segurança. Isso para um lutador é muito importante. Poder treinar forte perto da luta sem se preocupar com o perigo e lesões”, disse. “Minha especialidade é a luta em pé, então sou melhor aproveitado nessa área. Porém, estou sempre evoluindo e ficando cada vez mais completo podendo ajudar em todas as áreas do MMA.”

DESTAQUES
Confira nocaute incrível em apenas 5 segundos
Top 10: Nocautes do MMA
Top 10: Veja as melhores finalizações do UFC

2) Melhores e piores coisas:

“Eu só vejo vantagens em ser sparring desses campeões, todos me tratam com muito respeito e eu aprendo muito com todos eles. Quando você ainda está buscando seu espaço no esporte é natural ser sparring de outros atletas mais experimentes que você. Eu sempre tive humildade o suficiente para entende que esse processo é um ciclo, e que todos precisam passar para por isso para evoluir. Tenho certeza que logo vai chegar a minha vez de contratar os amigos para serem meus sparring também. Tenho certeza que Pezão, Minotouro, Anderson silva, Cigano e etc, já foram sparring de alguém antes de se tornarem os campeões de hoje.”

3) Simulador ou técnico?

“Atuo apenas como um simulador do adversário dos companheiros. A parte técnica tática fica por conta dos treinadores de cada lutador.”

4) Estudo

“É muito importante para o sparring também estudar o jogo do adversário do companheiro, justamente para poder simular.”

5) Papéis invertidos

“O critério é sempre você escolher o companheiro de treino que se assemelha ao jogo do próximo adversário. Por isso que treinar em uma academia grande e com a estrutura da Team Nogueira faz toda a diferença, pois temos lutadores de todos os pesos e estilos. O entrosamento entre os atletas também é muito importante para quem for lutar poder desenvolver um camping de treino saudável e produtivo.”

Depois de participar da terceira edição do “The Ultimate Fighter: Brasil” como peso pesado (120 kg), Vitor já acertou a mudança para a categoria dos médios (84 kg). Ele deve voltar ao octógono ainda no segundo semestre deste ano.

Foto: Divulgação



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.