Belfort sobre Weidman: ‘Ele tem muitos pontos fracos’

Confiança é o que não falta para Vitor Belfort quando o assunto é o campeão dos pesos médios (84 kg) do UFC e seu próximo adversário na organização, Chris Weidman. O brasileiro de 37 anos vai enfrentar o norte-americano no evento principal do UFC 181, dia 6 de dezembro, em Las Vegas (Estados Unidos). E ele já está estudando o rival:

“Ele tem muitas brechas e pontos fracos no jogo dele. Vamos explorar isso. Tenho estudado o Weidman e acredito que vocês verão um belo combate. Estou preparado para cinco rounds, jiu-jítsu, wrestling, boxe, muay thai… Acho que nossa luta será muito boa. Já é muito esperada e tenho certeza que será um show”, afirmou o “Fenômeno” em entrevista ao “Combate.com”.

Belfort não revelou as fraquezas de Weidman. Talvez seja a experiência já que o americano disputou apenas 12 lutas de MMA na carreira, vencendo todas. O brasileiro, por sua vez, tem 24 vitórias e 10 derrotas no cartel, além de um cinturões do próprio UFC (meio-pesados, em 2004, em do Grand Prix dos pesados, em 1997).

“Estou com a mesma vontade de vencer de quando ganhei meu primeiro título mundial no UFC, aos 19 anos. Hoje, aos 37, ter a oportunidade de pegar meu terceiro título mundial na terceira categoria diferente me motiva mais ainda. Com humildade, determinação, perseverança e, acima de tudo, respeitando meu oponente, sem humilhá-lo, estarei dando meu melhor no dia 6 de dezembro e trazendo para casa, se Deus permitir, meu terceiro cinturão do UFC”, disse.

E o lutador carioca está se aprimorando justamente no principal aspecto do jogo de Weidman: o wrestling. “Estou cada vez mais gostando de wrestling e tenho até assistido a alguns campeonatos. Sempre aprendo algum chute novo ou técnica diferente.”



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.