Belfort lutará com Weidman em memória da irmã desaparecida

Vitor Belfort
Getty Images

Em entrevista à Rádio Mundo da Luta, O lutador Vitor Belfort esbanjou otimismo em relação aos próximos desafios dos lutadores do Brasil. Na mesma entrevista, ele lembrou ainda que a luta contra Weidman acontecerá no dia do aniversário de sua irmã Priscila, que está desaparecida desde 2004.

Ma visão de Belfort, isso será uma motivação a mais para ele conquistar a vitória. “Vou fazer essa luta em honra à memória da minha irmã. É só alegria”, finalizou.

O MMA brasileiro, que terminou o primeiro semestre com apenas um cinturão após as derrotas de Anderson Silva e Renan Barão, tem no segundo semestre a oportunidade de recuperar dois cinturões.

Segundo Belfort, cada atleta tem seu tempo diferente. O esporte está em mutação. O importante é pensar positivo: vamos ter três conquistas brasileiras de cinturão este ano.

O lutador se refere a disputa entre Renan Barão e TJ Dillashaw, em 30 de agosto, na categoria peso-galo, José Aldo, que defende seu cinturão do peso-pena contra Chad Mendes no UFC 179, em 25 de outubro, e sua luta contra Chris Weidman no dia 6 de dezembro nos peso-médio.

Vitor Belfort está contando com o apoio da esposa e dos filhos para estudar seu adversário. “Lá em casa, estamos eu, Joana (Prado, sua esposa), Davi, Vitória e Kyara (seus filhos) estudando o jogo do Weidman. Todo dia o Davi vê alguma coisa, eu estou cercado de head coaches me dando o scout. Hoje já recebi as anotações do Davi” disse o peso-médio.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista por formação, Goianiense e apaixonada por esportes.