As chances de cada time na Liga dos Campeões

Getty Images

A temporada europeia está para começar e, com todos os campeonatos nacionais virando a esquina, nenhum torneio no mundo chama mais atenção do que a Liga dos Campeões da Uefa.

A nata do futebol do velho continente se encontrará novamente à partir de agosto, nas fases eliminatórias e, posteriormente, a fase de grupos. E junto com o início do torneio, iniciam-se as apostas ao redor do planeta em cima das mais diversas possibilidades.

Uma das apostas mais comuns em sites como Bet365, Sportingbet ou Bwin é a de campeão do torneio. E como grande favorito aparece o atual campeão Real Madrid. Os galácticos liderados por Cristiano Ronaldo estão valendo por volta de R$ 5 para cada um real apostado em sua defesa de título. Porém, os merengues não estão longe dos alemães do Bayern de Munique. A base da seleção campeã do mundo paga um valor que muda apenas em décimos de centavos, isso quando não é rigorosamente igual.

Se o negócio do internauta forem apostas ainda mais arriscadas, o Barcelona paga R$ 6 para cada real apostado, enquanto o Chelsea renderia ao palpiteiro a quantia de onze reais para cada um real colocado no título dos Blues.

Mas pode-se ir ainda mais longe. Quem quiser acreditar em uma zebra histórica pode apostar nos suecos do Malmö. Se por acaso a equipe escandinava levantar a orelhuda em maio de 2015, quem fizer a aposta mínima de dois reais irá receber de volta a módica quantia de R$ 3002, além do enorme prazer de poder dizer “eu já sabia”.

Ps: Aproveitando a deixa do início da temporada europeia de futebol e a proximidade do início da temporada da NFL, convido o leitor a acompanhar meus textos durante a semana, pois além dos comentários corriqueiros, irei disponibilizar análises e dicas de apostas, as famosas “tips”, com foco nos principais campeonatos europeus, incluindo a Liga dos Campeões e, à partir de setembro, com foco também na NFL com mais tips.

Crédito da foto: Getty Images



Formado em Publicidade e Marketing pelo Mackenzie, porém com mestrado em futebol e pós-graduado em futebol americano. Sobrevive com o emprego e vive de esporte.