Top 5: relembre os goleiros reservas nas conquistas do Brasil em Copas

copa
Jefferson Bernardes/Vipcomm

Victor, do Atlético Mineiro, ou Jéfferson, do Botafogo? Um dos dois seráo escolhido por Luiz Felipe Scolari para ser o reserva de Júlio César no gol  da seleção brasileira na Copa de 2014. Mas isso você já sabia.

Você sabe, no entanto, quem foram os reservas do Brasil nas cinco Copas do Mundo que o país já conquistou? Não? Então veja a seguir.

1958 – Todo mundo lembra da Copa de 1958 graças a um garotinho abusado, de apenas 17 anos, apelidado de Pelé. O que muitos não sabem é que lá atrás, no gol, havia dois verdadeiros monstros. O titular era Gilmar, e o reserva, Castilho, hoje falecido, do Fluminense.

1962 – Em time que está ganhando não se mexe. Por isso, quatro anos mais tarde, os arqueiros escolhidos para defender a seleção foram os mesmos do primeiro título. A diferença é que Gilmar, antes corintiano, agora era jogador do Santos Futebol Clube.

1970 – A seleção que encantou o mundo no México tinha ao menos uma coincidência com a atual: o goleiro titular não era unanimidade. A meta brasileira foi defendida por Félix. Se reserva imediato era Ado e, pela primeira vez em uma conquista do Brasil, houve a convocação de um terceiro goleiro, Emerson Leão.

1994 – A Copa dos EUA ficou conhecida como a Copa do Baixinho, por tudo o que Romário fez. No gol, no entanto, além da segurança do titular Taffarel, o Brasil estava muito bem  servido, com Zetti, do São Paulo, e Gilmar, do Flamengo.

2002 – Dois dos pentacampeões mundiais ainda estão em atividade. Ironicamente, o único a parar foi o titular na conquista, o ex-palmeirense Marcos. As outras vagas pertenceram a Dida, hoje no Internacional, e Rogério Ceni, eternamente no São Paulo.



Redação do Torcedores.com