Saiba quem são os culpados pela eliminação do Atlético-MG na Libertadores

Alexandre Kalil conseguiu fazer o seu Atlético-MG alcançar o inédito título da Libertadores. Com o surgimento de Bernard e a contratação de Jô, Diego Tardelli e Ronaldinho, o Galo comandado pelo técnico Cuca esteve muito perto de conquistar o Mundial de Clubes.

A derrota no Marrocos, no entanto, lançou o Atlético-MG em um recomeço. Cuca, o idealizador desse projeto, abandonou o barco e Paulo Autuori foi chamado pelo presidente para manter o Galo no topo.

Com um discurso de continuidade, Autuori chegou dizendo que o estilo de jogo implantado por Cuca seria mantido. No papel, isso realmente aconteceu, já que nas primeiras partidas o time-base do ex-treinador foi utilizado.

Contudo, o Atlético-MG de Paulo Autuori era diferente. Com Cuca, o time era vibrante e fazia do Horto um local de extermínio dos seus adversários. Sob a gestão de Autuori, não. O novo comandante gosta de trabalhar mais a bola, o que torna a  equipe lenta em alguns momentos. Dentro dessa lógica, o veloz Fernandinho deu lugar a Guilherme.

O resultado na Libertadores veio na 1ª fase. O time se classificou em 1º lugar no seu grupo, embora não tenha convencido. A falta de convicção no trabalho realizado, aliás, foi um dos fatores que gerou grande instabilidade sobre o técnico Autuori. Assim, após o vice-campeonato no Mineiro e a derrota na primeira partida para o Atlético Nacional, da Colômbia, Paulo Autuori foi demitido.

Em seu lugar, Levir Culpi chegou e sem tempo para trabalhar não conseguiu superar o A. Nacional. As substituições realizadas ao longo da partida não foram boas e o resultado não foi alcançado.

Diferente da época de Autuori, nesta partida os jogadores demonstraram uma vibração que lembrou o tempo de Cuca, mas a organização não foi a mesma do time que conquistou a América.

Dessa forma, a culpa pela eliminação do Galo pode ser dividida assim:

Autuori errou ao não conseguir dar uma cara ao time, principalmente enquanto tentou dar sequência ao que Cuca havia feito. Levir se equivocou demais nas substituições e acabou inventando modificações incompreensíveis. Kalil errou por não escolher após a saída de Cuca um treinador com o perfil vibrante que o time apresentava, bem como na hora inoportuna de demitir Paulo Autuori. Por fim, os jogadores erraram ao não conseguir fazer um elenco extremamente qualificado provar essa superioridade dentro das quatro linhas.

Foto: Reprodução/TV Galo