Renan Barão defende hegemonia no UFC neste sábado

O brasileiro Renan Barão sobe ao octógono na noite noite deste sábado (24) para defender seu reinado no UFC. O atual campeão dos pesos galos (61 kg) está invicto há 33 lutas. São 32 vitórias, um “no-contest” e apenas uma derrota na carreira. No UFC, são sete vitórias em sete lutas, sendo as duas últimas como campeão linear da categoria (ele tem, ainda, duas defesas como campeão interino). Seu rival será o norte-americano T.J. Dillashaw.

O desafiante vem de vitória sobre o americano Mike Easton, por pontos, em janeiro deste ano. Ao todo, são 11 lutas na carreira, com nove vitórias e dois derrotas.

O favoritismo é todo do brasileiro. Primeiro pela experiência e confiança que acumulou ao longo da série invicta. Segundo porque o potiguar é um lutador bom em todos os aspectos do combate.

Barão é um excelente grappler. De suas 32 vitórias, 14 foram por finalização, números compatíveis com um faixa preta de jiu-jitsu formado por André Pederneiras. Em pé, o campeão também é um terror para os adversários. Rápido, movimentação inteligente, resistência, mãos pesadas e chutes precisos. Não há tempo feio para o lutador nascido em Natal.

Dillashaw é melhor que a maioria dos pesos galos da divisão. É considerado uma versão mais jovem do americano Urijah Faber – eles são da mesma equipe, a Team Alpha Male. Logo, T. J. é um bom wrestler. O desafiante também tem um jogo consistente em pé. De suas nove vitórias, três aconteceram por finalização, três por nocaute e três por decisão. Ou seja: Dillashaw também tem bom conhecimento de todas as vertentes do MMA.

Dificilmente a luta vai durar os cinco rounds (25 minutos) programados. Seja com três tapinhas do oponente ou nocaute, a coroa continuará com Renan Barão. O canal Combate transmite todo o UFC 173 a partir das 20h (de Brasília).

 



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.