Qual é o papel de Nenê e Splitter nos playoffs da NBA?

Getty Images

Os brasileiros estão sendo representados nos playoffs da NBA pelos pivôs Nenê Hilário e Tiago Splitter. Mas qual é o papel de ambos na fase decisiva da melhor liga de basquete do mundo?

Penso que Nenê é protagonista dos Wizards, enquanto Splitter pode ser muito útil aos Spurs. Ambos os times tem chances de conquistarem o título da atual temporada.

Nenê é o vigésimo nono maior cestinha deste playoffs, com 16,1 pontos por jogo. Ele só perde neste quesito nos Wizards para Bradley Bell, que tem 20,1 pontos por partida. O pivô tem mostrado um grande poderio ofensivo na hora que o Washington mais precisa.

DESTAQUES:
Confira quem pode surpreender nos playoffs da NBA
Jordan admite que odiava pessoas brancas, mas NBA não deve fazer nada
Enterrada incrível tem ‘assistência’ de 12 pessoas; assista ao vídeo

Além da boa ação ofensiva, Nenê mostrou uma importância tática muito boa na série dos playoffs que eliminou o Chicago Bulls. Com seus braços largos, ele evitou o passe para Joakin Noah, uma das principais jogadas dos Bulls, e atrapalhou o esquema tático ofensivo do time de Chicago.

Splitter é o décimo sexto melhor reboteiro dos playoffs, com 8,5 rebotes por partida. Ele só perde neste quesito, dentro dos Spurs, para o veterano pivô Tim Duncan, que pega 8,8 rebotes. O papel do brasileiro é muito maior no sistema defensivo do time, apesar de ele também manter uma boa média de 10 pontos por jogo. A prova disto pôde ser verificada no jogo 2 da série contra o Portland TrailBlazers, em que ele marcou 10 pontos, pegou dez rebotes e fez a estrela do rival, LaMarcus Aldridge, anotar apenas 16 pontos e acertar apenas seis arremessos de 23 tentados.

Quem deve estar rindo à toa com o bom desempenho de Nenê e Splitter é o argentino Ruben Magnano. Se os dois aceitarem o desafio de defender a seleção brasileira de basquete no Mundial, provavelmente serão os maiores destaques do time na competição.

Fotos: quem pode ser decisivo nos playoffs da NBA?



Jornalista de esportes desde 2005, com passagem pelo UOL e Terra. Editor de comunidades do Torcedores.com e blogueiro do renanprates.com