Qual é a importância da loteria do draft da NBA?

Você sabe o que é o draft da NBA, né? É aquele dia escolhido para a escolha dos melhores atletas das universidades (ou College) do ano. Tudo é feito de forma justa, já que o pior time da temporada regular do ano anterior tem mais chance de conseguir a primeira escolha. Para esta definição de ordem das escolhas por parte das franquias, é que a loteria serve.

Mas, uma coisa precisa ficar clara. A loteria serve para a escolha das três primeiras posições do draft. No caso desta temporada, que está na fase de Playoffs, o pior time da temporada regular foi o Milwaukee Bucks. Portanto, ele terá 25% de chance de conquistar a primeira escolha no draft. Mas, tem gigantes torcendo muito para que a sorte esteja de seu lado como o Los Angeles Lakers e o Boston Celtics.

Esta tabelinha ajuda a entender melhor como funciona, baseada nas chances que franquia terá na Loteria do draft de 2014:

  1. Milwaukee Bucks tem 25.0% de chance de receber a primeira escolha
  2. Philadelphia 76ers tem 19.9% de chance
  3. Orlando Magic tem 15.6% de chance
  4. Utah Jazz tem 11.9% de chance
  5. Boston Celtics tem 8.8% de chance
  6. Los Angeles Lakers tem 6.3% de chance
  7. Sacramento Kings tem 4.3% de chance
  8. Detroit Pistons tem 2.8% de chance
  9. Cleveland Cavaliers tem 1.7% de chance
  10. New Orleans Pelicans tem 1.1% de chance
  11. Denver Nuggets tem 0.8% de chance
  12. New York Knicks tem 0.7% de chance
  13. Minnessota Timberwolves tem 0.6% de chance
  14. Phoenix Suns tem 0.5% de chance

A franquia que se deu melhor em uma loteria foi o Orlando Magic em 1993, que tinha a décima primeira pior campanha e obteve a primeira escolha em que acabou draftando o ala-pivô Chris Webber. Eles tinham 1,52% de chance de conseguir a primeira escolha àquela época.

O sorteio será no dia 20 de maio, na próxima terça-feira. Depois do sorteio eu venho escrever sobre os possíveis candidatos a primeira escolha do Draft.

Aqui um vídeo dos momentos mais engraçados das loterias do Draft da NBA:

Veja também os maiores cestinhas da história da NBA:



Curso o último ano de Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo e trabalhei no Diário LANCE!, na LANCE!TV e no LANCE!Net. Fui setorista do São Paulo Futebol Clube para a LANCE!TV durante minha passagem pela publicação.