Protestos marcam apresentação da seleção para a Copa

copa
Getty Images

A apresentação da seleção brasileira para a Copa, tanto no Rio de Janeiro, quanto na Granja Comary, foi marcada por protestos de manifestantes durante boa parte do trajeto.

Os jogadores da seleção brasileira se apresentaram num lugar próximo ao Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. De lá, seguiram para Granja Comary, em Teresópolis, onde foram recepcionados pelo técnico Luiz Felipe Scolari, que fez questão de cumprimentar um a um na chegada. Marcelo, campeão da Champions com o Real Madrid, foi o único que não se apresentou, pois foi liberado por Felipão. Em ambos os trajetos, a delegação sofreu com os protestos de manifestantes que pediam melhores condições de vida e rejeitavam a Copa.

O coordenador-técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, e o auxiliar e braço direito de Felipão, Flávio Murtosa, concederam entrevista coletiva aos jornalistas presentes na Granja Comary sob os olhares do treinador. Ambos se irritaram ao serem questionados sobre os protestos e tentaram minimizar o fato.

A seleção brasileira fará a sua estreia para a Copa do Mundo no dia 12 de junho, contra a Croácia, no Itaquerão. O jogo marcará oficialmente a abertura do Mundial.

Antes da estreia na Copa, a seleção fará dois amistosos em junho: no dia 3 contra o Panamá, no Serra Dourada (Goiânia) e no dia 6 contra a Sérvia, no Morumbi (São Paulo).



Redação do Torcedores.com