Por que ninguém consegue imitar o Cruzeiro?

Reprodução/YouTube

Campeão brasileiro de 2013, campeão mineiro de 2014 e único dos seis representantes brasileiros do ano a permanecer vivo na disputa da atual edição da Libertadores da América. Esse é o Cruzeiro, o melhor time do país, sem qualquer sombra de dúvida.

E por que outros times poderosos do Brasil não conseguem copiar o estilo vencedor do Cruzeiro que vem dominando os campos desde o ano passado? A resposta para essa pergunta vem em uma única palavra: planejamento.

O Cruzeiro elabora seu planejamento não apenas pensando em contratar o que há de melhor no mercado para formar uma excelente equipe titular.

DESTAQUES
Bale já provou que vale mais do que Neymar
Veja como o imprevisível México vai à Copa

A diretoria da Raposa, em conjunto com o inteligentíssimo técnico Marcelo Oliveira, observam no mercado talentos que podem ser trabalhados, lapidados para serem titulares no futuro, e investem neles, minando reforços potenciais para os clubes rivais.

Nem sempre esse investimento dá certo, como foi no caso do jovem meia Lucca, tirado do Criciúma em batalha cabeça a cabeça com o São Paulo, mas que hoje foi devolvido ao clube catarinense por não ter explodido com a camisa da Raposa.

Já Marlone, uma das revelações do ano passado defendendo o rebaixado Vasco, está lá, no banco, quietinho e aguardando a chance de mostrar seu talento. Os clubes dos demais estados não têm esse olhar no futuro e nem paciência.

Uma exceção é o Flamengo. O time carioca apostou em dois desconhecidos do interior paulista: Hernane e Paulinho, que pertenciam a Mogi Mirim e XV de Piracicaba, e hoje está colhendo os frutos de duas boas promessas.

O São Paulo brigou com o Santos para levar Roni, do Mogi, e hoje já o emprestou para o Goiás. É essa falta de paciência e de visão que separa o joio do trigo ou, no caso, o Cruzeiro dos demais. E nos faz acreditar que o título brasileiro da temporada, mais uma vez, deverá terminar nas mãos dos azuis de Minas Gerais.



Apaixonado por futebol e esportes em geral.