Por que não convocar Donovan para a Copa do Mundo?

Donovan
Getty Images

Ontem (22), Jurgen Klinsmann, técnico da Seleção Americana de futebol, divulgou a lista dos 23 jogadores que disputarão a Copa do Mundo. O que chamou mais atenção foi a ausência de Landon Donovan, que por muitos anos foi unanimidade no US Team.

Após o anuncio da lista, aqueles que acompanham o futebol na terra do Tio Sam ainda não entendiam direito o que havia ocorrido. Muito se especulou: uma briga entre ele e o técnico, uma lesão desconhecida. Mas não, Donovan foi tirado de última hora por escolha técnica mesmo. Gerando muita reclamação dos americanos.

LEIA MAIS: Donovan fica de fora da lista de 23 convocados dos EUA para Copa

Sabe-se que Donovan não é o mesmo de anos atrás, que não tem uma explosão física, nem a velocidade característica. Porém ele é um jogador decisivo, uma chance e ele guarda. Klinsmann pode até questionar as últimas atuações dele, que juntamente com todo o time do LA Galaxy, não vem fazendo uma boa temporada. Neste ano de 2014 foram 7 jogos e nenhum gol marcado.

Então por que levar ele para a Copa do Mundo? É simples, uma competição rápida, onde os Estados Unidos não tem nenhuma obrigação, podendo surpreender, Donovan seria um jogador importante, com bastante experiência. Será que Dempsey, Altidore e Bradley vão mesmo aguentar a pressão, será que aguentarão jogar contra Portugal e Alemanha assim como conseguiram fazer em 2009 contra o Brasil na Copa das Confederações?

Vemos na lista jogadores inferiores a Donovan. O porquê levar Brad Davis, do Houston Dynamo? Ou então Mix Diskerud? Será que realmente não havia lugar para o eterno camisa 10? Não só o povo americanos, mas todos que gostam de futebol necessitam dessas respostas.

Após o anuncio, Donovan se pronunciou: “Para os meus fãs, foi uma honra e privilégio de ter representado a equipe nacional em três Copas do mundo. Eu estava ansioso para jogar no Brasil e, como vocês podem imaginar, estou muito desapontado com a decisão de hoje. Independentemente disso, vou torcer por meus amigos e companheiros neste verão e continuo empenhado em ajudar a crescer o futebol nos Estados Unidos nos próximos anos”.

O “Capitão América” atuou pela Men’s National Team 156 vezes, o segundo com mais jogos na história da seleção. Além disso é o maior artilheiro da história dos EUA, foram 57 gols. Também é o maior passador, 58 assistências. Jogou 3 Copas do Mundo: 2002, onde foi até as quartas de final, 2006 e 2010. Nos mundiais foram 12 jogos e 5 gols.

Títulos de Landon Donovan:

4 Gold Cup (2002, 2005, 2007, 2013);

5 Major League Soccer Cup (2001, 2003, 2005, 2011 e 2012);

1 Us Open Cup (2005).



Cearense. Estudante. 18 anos. Louco por Futebol e outros esportes. "O futebol não é uma questão de vida ou de morte. É muito mais importante que isso..." -Bill Shankly