Opinião: Trocar de clube nem sempre faz bem

Ganso

Jadson não recebia atenção nenhuma de Muricy Ramalho no São Paulo e hoje está brilhando com a camisa 10 do Corinthians. Pato estava em baixa com Mano Menezes, era perseguido pelos torcedores do Timão, e atualmente é peça importante no ataque tricolor.

Os dois exemplos acima citam jogadores que encontraram a felicidade ao mudar de ambiente, mas nem sempre respirar novos ares leva benefícios para clubes e atletas. E é isso o que vocês verão nos nomes a seguir.

BARCOS – Tirado do Palmeiras na troca por cinco jogadores, o atacante teve início arrasador com a camisa do Grêmio, mas está vivendo um verdadeiro inferno em 2014. O argentino perdeu o pênalti que eliminou a equipe da Libertadores da América, foi ameaçado pela torcida no estacionamento do Olímpico e pode estar de saída de Porto Alegre. Deve estar com saudades dos tempos de Verdão.

PAULO HENRIQUE GANSO – Dono incontestável da camisa 10 do Santos e ídolo da torcida, Ganso, hoje, já não figura mais do prestígio que tinha com o técnico Muricy Ramalho e esquenta o banco de reservas no São Paulo. Isso sem falar que, em sua chegada ao Morumbi, ainda teve que abrir mão do número 10 para vestir a sem graça camisa 8. Que fase…

DIOGO Ídolo e dono de um dos maiores salários do elenco da Portuguesa, Diogo deve estar arrependido até o último fio de cabelo de ter saído do Canindé para jogar no Palmeiras. Além de não ter oportunidades com o técnico Gilson Kleina, o jogador passa mais tempo em companhia dos médicos do que dos demais atletas.

WALTER – O ex-gordinho trocou a calmaria da região Centro-Oeste do país pelo Rio de Janeiro, teve de abandonar as adoradas bolachas, fechar a boca e, para completar, não é titular absoluto do Fliminense, que conta com Fred e Rafael Sobis como preferidos do treinador. Era melhor ter uns quilinhos a mais e ser titular…

LEANDRO DAMIÃO – O camisa 9 do Santos também não atravessava boa fase no Internacional, mas, ao menos, não era cobrado no Beira-Rio por ser o jogador mais caro do futebol brasileiro, tchê…

ROGER CARVALHO – O ex-zagueiro do Figueirense chegou ao Morumbi para ser titular da zaga após um excelente Campeonato Brasileiro pelo time de Santa Catarina. Demorou mais de dois meses para ser apresentado oficialmente e, nas poucas chances que teve como titular, atuou de forma catastrófica. Era melhor ter ficado em Floripa. Pelo menos lá as praias são bonitas…

 

 

 



Redação do Torcedores.com