Opinião: Red Bull está mal para dar graça à Fórmula 1

Getty Images

Tetracampeão mundial mais jovem da história da Fórmula 1, talentoso e com o melhor carro, disparado, dos últimos quatro anos da categoria, Sebastian Vettel está tendo um 2014 lamentável até o momento.

O piloto alemão tem apenas assistido, não de camarote, mas de dentro de sua Red Bull, o passeio das Mercedes dos rivais Lewis Hamilton e Nico Rosberg, até agora imbatíveis na temporada.

O que causa estranheza, na verdade,  não é apenas o mau desempenho de Vettel e seu novo companheiro, Ricciardo, que tomou o lugar do aposentado Mark Webber, pois pilotos tendem a alternar altos e baixos (embora isso não tenha ocorrido nos últimos quatro anos).

DESTAQUE
Mercedes vai impedir década de domínio da Red Bull

O mais sinistro da história é ver a RBR, equipe até então inalcançável em tecnologia e preparação de motores, sofrer  para bater as Mercedes, McLaren, Ferrari e até as Williams, que hoje tem como um dos pilotos o lento Felipe Massa.

Podem me chamar de louco, insano ou viajante, mas, na minha opinião, há apenas uma explicação: a Red Bull está andando atrás dos outros para dar sobrevida à categoria, pois, um quinto título consecutivo da equipe e de Vettel poderiam tirar a graça do evento, já não tão mais atrativo para os brasileiros, que não têm um piloto de ponta para torcer.

O que a Red Bull precisa fazer para impedir isso? Voltar a ser competitiva e mostrar que na categoria não tem para ninguém. Trabalhando sério, e sem pensar no futuro  dos outros, a Fórmula 1 voltará a ter domínio azul. E as demais equipes vão ter que correr atrás… Como fizeram nas últimas quatro temporadas.



Apaixonado por futebol e esportes em geral.