Opinião: Palmeiras pode ser rebaixado no ano do centenário

Gilson Kleina foi demitido, mas o Palmeiras está longe de exorcizar o fantasma do rebaixamento que já assusta os torcedores após apenas três rodadas disputadas no Campeonato Brasileiro.

O time alviverde vem apresentando um futebol sofrível, e a culpa não é de Kleina, mas sim do nível técnico do elenco, sem condições de disputar com ambições a elite do futebol nacional.

Sem o goleiro Fernando Prass, machucado, e o artilheiro Alan Kardec, agora são-paulino, o Verdão tem um elenco igual ou pior ao das equipes que hoje disputam a rabeira da competição, e precisará ralar muito se não quiser disputar o tricampeonato da Série B em 2015.

DESTAQUES
Veja por que o Palmeiras deve apostar em Luxemburgo
Kleina era o menor dos problemas do Palmeiras

Vanderlei Luxemburgo é o favorito para assumir o cargo no lugar de Kleina e, se repetir os trabalhos feitos em seus últimos dois clubes (Grêmio e Fluminense), tem tudo para terminar em 2014 o trabalho que iniciou no próprio Palmeiras em 2002.

Na ocasião, Luxa montou o elenco, iniciou o Brasileirão no comando da equipe e, ao receber proposta do Cruzeiro, abandonou o barco em direção a Minas Gerais.

O Palmeiras caiu para a Série B sob o comando de Levir Culpi, enquanto a Raposa montou elenco fortíssimo e, na temporada seguinte, ganhou tudo o que disputou sob o comando de Luxemburgo.



Apaixonado por futebol e esportes em geral.